Rui Costa faz articulações políticas em Brasília e tem agenda em ministérios

Postado em jan 29 2015 - 1:11pm por Jornal da Chapada
rui costa

Rui Costa com o ministro da Secretaria Nacional da Aviação Civil, Eliseu Padilha | FOTO: Élio Sales/SAC |

A agenda extensa do governador Rui Costa (PT), na última quarta-feira (28), em Brasília, foi além dos ajustamentos em torno da gestão, mas também para conduzir articulações políticas, conforme especulações dos bastidores políticos. O petista esteve ontem com o ex-governador e atual ministro da Defesa, Jaques Wagner, onde, segundo informações de bastidores, tratou da condução política nos primeiros dias de gestão. Rui fez questão de publicar em seu perfil do Instagram uma foto ao lado do seu padrinho. “O ministro @jaqueswagner é embaixador dos interesses da Bahia junto ao governo federal. Tem portas abertas com a presidenta @dilmabr e com os demais ministros”, postou. Wagner fez a publicação da mesma fotografia. “Recebi a visita do amigo e companheiro Rui Costa, governador da Bahia. Conversamos sobre os projetos de desenvolvimento do nosso estado e reiterei minha absoluta confiança de que Rui fará uma excelente gestão”, escreveu o ministro em sua rede social.

Outro ninho visitado foi o do PR. O chefe do Palácio de Ondina esteve com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, ao lado do deputado federal José Rocha (PR) e do presidente estadual da sigla e também parlamentar, Jonga Bacelar (PR). Foi o primeiro encontro com os republicanos após ter declarado à imprensa que não haveria mais espaço para eles no primeiro escalão do governo. Também junto do secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, e da Casa Civil, Bruno Dauster, o petista articulou a construção de um novo ramal ferroviário na Bahia, obra que já foi licitada pelo governo federal.

O ramal ligará o Polo Petroquímico de Camaçari ao Porto de Aratu, em Candeias, e deve contar com R$150 milhões em investimentos. “Solicitamos, efetivamente, as ações necessárias para que as obras tenham início. Este ramal representa uma ligação imprescindível entre o complexo industrial e o porto”, explicou Rui. Segundo nota da Secretaria da Comunicação, ainda sobre ferrovias, o governador acrescentou que conta com a atuação do ministro Antônio Rodrigues junto à concessionária FCA, a fim de realizar as adequações necessárias para a trafegabilidade e segurança do trecho ferroviário que ela detém na Bahia: Salvador/Minas Gerais e Salvador/Juazeiro. O ministro assinalou o compromisso em dar seguimento e celeridade às demandas da Bahia, colaborando com o desenvolvimento da infraestrutura logística no estado.

Aviação
Outro pleito apresentado pelo governo baiano foi a duplicação da BR-415. Segundo Rui, a obra teve licitação deserta e é necessário o lançamento de uma nova licitação. “Ilhéus e Itabuna têm 400 mil pessoas, essa obra é absolutamente urgente”, argumentou Rui na reunião. O chefe do Executivo reiterou também o pedido de recursos para a conclusão do contorno de Feira de Santana, além de outras intervenções em estradas federais que cortam a Bahia e que precisam ser duplicadas.

Diante da situação atual do aeroporto de Porto Seguro, que tem restrição de aeronaves e quantidade de passageiros, o governador Rui Costa solicitou ao ministro da Secretaria Nacional da Aviação Civil (SAC), Eliseu Padilha, a autorização para construção de um novo aeroporto na cidade. O governador da Bahia relatou em audiência realizada nesta quarta-feira (28), em Brasília, que “é chegado o momento de pensar investimentos para um novo sítio, em razão das fortes limitações do aeroporto atual”.

Em reposta ao pleito apresentado, o ministro Eliseu Padilha manifestou interesse em aprofundar as discussões para a viabilidade da obra. O governador solicitou também que o ministro atue junto à Infraero para que seja dada a definição sobre a interligação da Linha 2 do metrô de Salvador ao aeroporto da cidade. O ministro se comprometeu a colaborar. Na próxima semana, Rui assina a ordem de serviço para o início das obras da Linha 2 do metrô.

ACM Neto também em Brasília
Se por um lado a visita de Rui com Wagner foi de afagos entre aliados políticos, por outro o prefeito ACM Neto (DEM) passou por Brasília e não teve encontro com o ex-governador na Esplanada dos Ministérios, conforme programado e divulgado pela imprensa. A reunião aconteceria no início da tarde de ontem, mas deve acontecer somente nas próximas semanas. Sabe-se que o democrata foi à capital tecer sua teia de contatos nos ministérios e lutar pelos recursos do BRT, sistema de transporte que pretende instalar na capital do estado.

O democrata busca recursos na margem dos R$ 700 milhões e deveria ter se encontrado com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, só para tratar sobre o assunto. Porém, informações de bastidores chegadas à Tribuna dão conta de que o clima em Brasília é muito mais do que de visitas administrativas, mas de articulações políticas em cima da eleição da presidência da Câmara Federal. O assunto está tirando o sossego de parlamentares da situação e da oposição. As idas de ACM Neto e Rui não foram em vão: giraram em torno da campanha que cada um deve fazer em prol dos deputados Eduardo Cunha (PMDB) e Arlindo Chinaglia (PT), cada.

Peemedebistas ligados à oposição e petistas estão em pé de guerra e a pressão no Distrito Federal está alta. A eleição que definirá a cadeira maior do Legislativo acontecerá no próximo domingo, após posse dos deputados federais eleitos em outubro do ano passado. Matéria de Victor Pinto, do Jornal Tribuna da Bahia.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.