Vitória da Conquista faz 3 a 0 no Bahia e joga com vantagem a final do Baianão

Postado em abr 27 2015 - 11:00am por Jornal da Chapada
conquista

O Bahia precisa vencer com pelo menos 3 gols de diferença, para ser campeão | FOTO: Reprodução/ECBahia |

O campeonato baiano de futebol em 2015 começou a ser decidido neste domingo (26/4), entre o Conquista e o Bahia. O primeiro jogo foi no Estádio Lomanto Júnior, na cidade de Vitória da Conquista. O último jogo será na Fonte Nova, em Salvador, no domingo, dia 3 de maio. O primeiro tempo terminou sem gols, mas foi o time da casa que teve as melhores chances e até poderia ter feito mais de um gol. Logo aos 12 minutos Titi se enrolou, Tatu roubou a bola e perdeu a primeira grande chance. Aos 19 minutos, outro cochilo da defesa Tricolor, Tatu arrancou, ficou sozinho com o goleiro Jean e desperdiçou, chutando por cima. Aos 26, Apodi deu um nó em Bruno Paulista e cruzou. Jean saiu caçando borboleta, a bola sobrou para Carlinhos, que encheu o pé. Titi conseguiu afastar em cima da linha. O máximo que o Bahia conseguiu fazer, no primeiro tempo, foi alguns cruzamentos da direita, por Tony, mas sem maiores sustos para Viáfara.

Segundo tempo
Mal recomeçou a partida e o Conquista fez o que poderia ter feito nos primeiros 45 minutos. Fausto pulou entre a zaga do Bahia, após cruzamento feito pela direita do ataque e cabeceou sem defesa para o goleiro Jean, abrindo o placar. Conquista 1 x 0 Bahia. O empate ficou perto aos 10 minutos. Léo Gamalho serviu Maxi Biancucchi pela direita e o argentino soltou uma bomba no travessão. Mas aos 22 minutos, o Bahia pisou na bola de novo. Tales cortou mal, dentro da área, e a sobra ficou para Diego ajeitar de cabeça, dar um leve toque com a perna direita e com a esquerda estufar as redes de Jean. Conquista 2 x 0 Bahia. Era hora de mudar o time. O técnico do Bahia, Sérgio Soares, tirou o volante Pittoni e colocou o atacante Zé Roberto, na tentativa de ao menos reduzir a diferença no placar.

O Bahia, no entanto, ficava mais aberto. E o castigo veio aos 29 minutos. O Conquista partiu em contra-ataque e André Beleza gingou na frente da defesa Tricolor para fazer o terceiro. Conquista 3 x 0 Bahia. Os gols que Tatu deixou de fazer no primeiro tempo começaram a sair todos na etapa complementar. O jogo passou dos 40 sem maiores chances para o Bahia, que tentava chegar mais na vontade do que na técnica. Já o torcedor do Conquista gritava “olé”, extasiado com a vantagem de 3 gols sobre o favorito ao título até o início da partida. Extraído da Tribuna da Bahia.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.