MPF em Feira de Santana apura supostas irregularidades na gestão do Hospital Estadual da Criança

Postado em maio 7 2015 - 11:30am por Jornal da Chapada
foto

Denúncia feita ao MPF alega que o IMPI não está cumprindo os termos do contrato firmado com o Estado da Bahia | FOTO: Reprodução |

Apurar denúncias de irregularidades na gestão do Hospital Estadual da Criança (HEC) em Feira de Santana/BA. Esse é o objetivo do Inquérito Civil instaurado pelo Ministério Público Federal (MPF) em Feira de Santana na última terça-feira, 5 de maio. Uma denúncia recebida pelo MPF, em abril deste ano, apontava que o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira, contratado para gerir o hospital, não estava cumprindo acordo e metas do contrato firmado com o Estado da Bahia. Segundo matéria publicada em um site local, anexada à representação, o HEC corre o risco de suspender o seu funcionamento.

Uma das notícias trazia entrevista com o secretário Estadual de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirmando que o governo do estado tem gastado muito pagando cirurgias fora do estado, sendo que há um contrato para que as cirurgias sejam feitas no HEC. O secretário disse, ainda, que já foi aberta sindicância para investigar o que o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMPI) tem feito com os recursos repassados.

O procurador da República Samir Cabus Nachef Júnior, autor do inquérito, requisitou à Secretaria de Saúde do Estado da Bahia fotocópias do contrato e informações sobre os fatos, o que foi requisitado também ao IMPI. Ao Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde foi requisitada uma inspeção no hospital. As informações são do MPF-BA.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.