Político baiano e outros três presos na Lava Jato serão transferidos nesta terça

Postado em maio 25 2015 - 5:11pm por Jornal da Chapada
foto

Luiz Argôlo é ex-deputado federal | FOTO: Reprodução/Lúcio Bernando JR |

Os três primeiros políticos presos pela Operação Lava Jato – André Vargas (ex-PT, hoje sem partido), Pedro Corrêa (ex-PP) e o baiano Luiz Argôlo (ex-PP, hoje afastado do SD), além do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, serão transferidos da Custódia da Polícia Federal para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (PR). A transferência está marcada pela Polícia Federal para esta terça-feira (26). O pedido foi aceito pelo juiz federal Sérgio Moro – que conduz os processos da Lava Jato – neste domingo (24).

O pedido foi feito pela PF. Os quatro estavam detidos na carceragem da Superintendências da Polícia Federal, em Curitiba. Outros cinco acusados de corrupção na Petrobras presos pela Lava Jato estão no complexo penitenciário de Pinhas, na Região Metropolitana de Curitiba. No novo endereço, no Complexo Médico-Penal, os políticos e o acusado de ser operador de propina do PT poderão assistir TV e ouvir rádio. Eles também terão direito a banho de sol todos os dias por uma hora. Nas celas do presídio não há chuveiro individual, ou seja, o banho é coletivo. E o vaso sanitário é o chamado ‘boi’, um buraco no chão – o preso tem de ficar de cócoras, sentado sobre os calcanhares. Do Estadão Conteúdo.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.