Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEsportesMenu Principal

Chapada: Paraquedista conta porque cancelou salto em cachoeira de Livramento de Nossa Senhora

sabia
O paraquedista pretendia saltar uma queda d’água de 80 metros de altura | FOTO: Reprodução/Gilcarlos Dantas |

O recordista brasileiro de saltos de paraquedas Luiz Henrique Tapajós Antunes dos Santos, conhecido como Sabiá, considerado um dos paraquedistas mais radicais do mundo, revelou, na quarta-feira (5), porque decidiu abortar um salto radical do alto da cachoeira conhecida como “Véu de Noiva”, em Livramento de Nossa Senhora, na Chapada Diamantina. O paraquedista pretendia saltar a queda d’água, de 80 metros de altura, usando wingsuit, também conhecido como “roupa de morcego”. Segundo Sabiá, as condições geográficas do local não permitia um salto com segurança.

“A natureza desenhou uma cachoeira linda, desenhou uma serra abençoada, mas quando desenhou aquele lugar não pensou em ninguém voar por ali, a não ser a bordo de um avião. É um lugar de ventos turbulentos de rajadas, é um lugar de terreno difícil de equilíbrio com voo, e por isso a gente decidiu procurar um novo lugar para o salto. Nós apreciamos a cachoeira, nós tentamos, eu procurei de todas as maneiras fazer um salto lá, e a natureza me disse ‘aqui não sabiá, aqui é um lugar somente para você sentar e apreciar’”, explicou o paraquedista ao site L12 Notícias.

Sabiá e sua equipe estão em Rio de Contas, na Chapada Diamantina desde a segunda (3). Após desistir do salto na Cachoeira, em compreensão e respeito às limitações impostas pela natureza, o homem pássaro, como é conhecido, fez um salto na região da Várzea, em uma das cadeias de montanhas da Serra das Almas, em Livramento. E nesta quinta (6) pretendia um salto de paraquedas, na Capelinha do Bom Jesus, na cidade de Rio de Contas, no decorrer das atividades em Louvor ao Bom Jesus.

foto5
Sabiá e sua equipe estão na Chapada Diamantina desde a segunda (3) | FOTO: Reprodução |

Sobre Sabiá
Sabiá pratica esportes desde criança. Aos 15 anos de idade descobriu a queda-livre, decidido a realizar esse sonho correu atrás não só para realizar um salto, mas tornar-se um paraquedista. A sua experiência esportiva em cinco continentes, 22 países, conta com mais de 10.000 saltos de mais de 300 tipos de aeronaves diferentes.

Recordista brasileiro de formação em queda livre, saltos de balão em várias categorias. Sendo também recordista brasileiro de saltos de paraquedas à baixa altura. Pioneiro no mundo em salto de plataformas aéreas entre dois balões amarrados, salto de bungee jump de um balão, desconectando o elástico após o efeito ‘ioiô humano’, realizando uma queda livre até o acionamento do paraquedas, a menos de 100 metros de altura do solo.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios