CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Descriminalização das drogas no Brasil pode não ser aprovada mesmo com expectativa favorável, diz coluna

foto4
Entre os votos já garantidos pela descriminalização estão o de Gilmar Mendes, o de Dias Toffoli e o de Luís Roberto Barroso, com possibilidade de adesão de Celso de Mello e de Teori Zavascki | FOTO: Reprodução/David Macnew |

A descriminalização das drogas por parte do Supremo Tribunal Federal (STF), que era alvo de uma expectativa positiva, pode não mais ser aprovada pelos ministros. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, um dos mais antigos magistrados da Corte afirmou que está sendo formada uma maioria para manter a criminalização das drogas, mesmo sem a prisão do usuário.

Para o ministro, ao menos seis votos deverão ser favoráveis à manutenção da lei, chegar a alcançar oito votos. Outros dois ministros do STF que defendem a descriminalização relatam que o tribunal está dividido e que a aprovação está mais difícil do que o que se imaginava, mas que há possibilidade de alcançar os seis votos necessários.

Entre os votos já garantidos pela descriminalização estão o de Gilmar Mendes, o de Dias Toffoli e o de Luís Roberto Barroso, com possibilidade de adesão de Celso de Mello e de Teori Zavascki. Marco Aurélio Mello e Luiz Fux sinalizaram que podem votar contra. O julgamento, suspenso por um pedido de vista do ministro Edson Facchin, retorna nesta quarta-feira (9). Com redação do site Bahia Notícias.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios