CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Chapada: Falta de segurança impossibilita que o Ifba de Seabra implante cursos noturnos

foto5
A dificuldade de deslocamento e a falta de segurança no trajeto ao Ifba será tema de audiência pública no dia 16 de outubro | FOTO: Arquivo/GeCom Ifba Seabra |

Mobilizados, representantes do poder público municipal, estadual e federal, além de integrantes da sociedade civil organizada, estudantes e seus familiares estarão reunidos no Campus Seabra do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), no dia 16 de outubro, para participar de uma audiência pública. O encontro tem o intuito de viabilizar, junto com representantes da sociedade civil e do poder público, a pavimentação e iluminação da via de acesso que liga a Unidade de Pronto-Atendimento (Upa) ao Ifba.

A audiência é aberta para toda sociedade de Seabra e região e começa às 8h, na sede do campus, situado na Estrada Vicinal para Tenda, Barro Vermelho. O Ifba, localizado no município de Seabra, na Chapada Diamantina, desde 2011, oferece, atualmente, cursos técnicos integrados de informática e meio ambiente. Mas, diante da dificuldade de deslocamento e falta de segurança no trajeto que liga a Upa ao Instituto, a unidade está impossibilitada de inaugurar cursos noturnos, focados, especialmente, no público que trabalha durante o dia e precisa conciliar estudo com profissão.

“Precisamos garantir a pavimentação e iluminação da estrada o quanto antes. Já são quase cinco anos de espera”, pontua o diretor geral, Robson Menezes. Desde a inauguração do Campus Seabra, diversos prefeitos da região se comprometeram com o fortalecimento do Ifba na Chapada Diamantina, o que incluía o acesso e a permanência dos estudantes, com destaque para a oferta de transporte e estruturação da estrada. “Finalizamos as obras, acompanhamos a mudança das gestões municipais e o compromisso não se tornou realidade”, acrescenta o diretor.

Em virtude da impossibilidade de funcionamento do campus à noite, os aprovados nos cursos técnicos subsequentes ainda não começaram seus estudos. Com o número reduzido de alunos, cerca de 400, o Instituto pretende implantar formações de nível superior, com ênfase nas licenciaturas, ao lado de bacharelados e graduações tecnológicas, atingindo a marca estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) de 1.200 discentes.

“Hoje funcionamos até às 17h por conta da falta de segurança. Alguns alunos e funcionários já foram assaltados. Com a realização desta audiência pública, pretendemos unir forças para que a estrada fique pronta o mais rápido possível. O Campus Seabra atende a mais de dez municípios da Chapada Diamantina. Toda a região pode ser beneficiada com a oferta de educação federal pública e gratuita”, conclui Menezes.

Com uma educação verticalizada, o Ifba oferece cursos técnicos e superiores, além de atividades de pesquisa e extensão. No Instituto, as atividades de ensino envolvem aulas práticas em laboratório e visitas técnicas. Ainda neste ano, um novo pavilhão de aulas será inaugurado em Seabra, com 12 salas, incluindo laboratórios e uma nova biblioteca. Com informações da Gerência de Comunicação Social (GeCom) – Campus Seabra.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios