CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Nunca disse que deve ser extinto, diz Marcelo Nilo sobre o TCM

foto
Deputado Marcelo Nilo comentou a polêmica sobre a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios | FOTO: Reprodução |

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelo Nilo comentou a polêmica sobre a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e negou as acusações de que teria exigido que os prefeitos aliados tivessem suas contas aprovadas. Em entrevista à rádio Metrópole, o parlamentar afirmou que está defendendo o debate e que “nunca disse que deve ser extinto e nem nunca vou dizer”. “O TCM tem um orçamento de R$ 170 milhões e existe só quatro estados. Nunca disse que deve ser extinto, nem nunca vou dizer, estou só defendendo o debate”, disse. Nilo explicou ainda a criação da comissão suprapartidária para discutir o caso.

“Se decidirmos que fazer a fusão é mais eficaz, a decisão é da Assembleia. Os deputados que vão decidir, mas o lobby contrário é grande. Os prefeitos são fiscalizados pela Câmara de Vereadores, o TCM, a Polícia, o TCU. Rui extinguiu três órgãos, eu defendo a discussão. A comissão discutirá, se for aprovado. Quem promulga sou eu, não o governador. Se fosse votado hoje, era 95% sim. Preferi fazer uma pesquisa, fazer uma coisa com muita clareza, ouvindo os funcionários”, disse. Extraído do site Política Livre.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios