CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Chapada: Problemas com pagamento de diárias de bombeiros afetou apenas 1/5

foto5
Atuação dos bombeiros durante fogo na área do balneário do Rio Mucugezinho | FOTO: Dimitri Argolo Cerqueira |

O deputado estadual Soldado Prisco (PSDB) relatou ter recebido duas denúncias referentes aos bombeiros que atuam no combate dos focos de incêndio na Chapada Diamantina. Em entrevista ao site Bahia Notícias, o parlamentar apontou que os profissionais não estão recebendo as diárias há cerca de um mês. O tucano afirma ainda que alunos do curso de formação de bombeiros estão sendo convocados para atuar nos incêndios. “Familiares deles, mãe, pai já me ligaram desesperados, vão mandar um aluno ainda, em preparação, em pleno curso, para o combate”, conta. Procurado pelo Bahia Notícias, o comandante do Corpo de Bombeiros Militares da Bahia, coronel Francisco Telles, explicou que apenas 1/5 do efetivo que está na região ficou sem receber as diárias e que a situação já foi solucionada.

“Ele passa as notícias sempre pela metade. É típico do político que nem sempre tem o compromisso de buscar todas as informações, infelizmente isso acontece e é o caso dele. Tivemos em razão da estrutura, do processo burocrático, tivemos problema com os últimos grupos. Não tínhamos conhecimento, na transferência da conta, às vezes sofrem bloqueio. No momento em que a gente tomou conhecimento disso, ainda no fim de semana, fizemos um emprenho em processo de liquidação”, detalhou Telles, que negou, no entanto, que alunos tenham sido convocados.

De acordo com o coronel, o que foi feito, na realidade, foi um curso de combate a incêndios florestais para parte dos alunos que já estava no final do curso de formação, caso fosse necessária o aumento do contingente. “Eles não estão convocados, mas como gestor público, tenho a obrigação de fazer com que todos os meios possíveis estejam disponíveis”. Segundo Telles, há 41 alunos que concluem as aulas nesta quinta (19) e 65 que concluem na sexta (20).

foto5
O deputado estadual, Soldado Prisco, e o comandante dos Bombeiros, Francisco Telles | FOTO: Montagem do JC |

“Não quer dizer que serão convocados”, reforça. Ele argumenta também que, caso sejam chamados, os bombeiros trabalharão com bombeiros experientes. “E as pessoas que estão no combate têm muito tempo de serviço, mas não necessariamente em combate ao incêndio florestal. Os alunos tomaram esse curso específico”, garante. O comandante afirma que outras duas aeronaves chegaram à região nesta terça: um Hércules e um SuperPuma – o primeiro já está em operação, enquanto o segundo fez o reconhecimento de terreno. Sobre as críticas feitas pelos brigadistas à desvinculação entre o trabalho dos voluntários e a ação das aeronaves, o coronel sinaliza que está ocorrendo uma aproximação entre as duas áreas.

“Os brigadistas tem uma visão diferente da nossa. Eles estão aqui ao longo de tempo e nunca aceitaram a aproximação do Estado. Mas agora com o bombeiro militar com um perfil diferente… Desde que assumi, com a autonomia que o governador nos deu, vai nos permitir não ter mais superposições de esforços”, diz Telles que sugere que a coordenação dos trabalhos possibilita também que informações “não verdadeiras”, como a “de que não tinha aeronave aqui”, não sejam propagadas. O comandante aponta também que esta terça-feira foi o primeiro dia, desde o início do combate ao incêndio, em que houve sinergia completa entre as equipes de bombeiros e as de brigadistas. Texto extraído na íntegra do site Bahia Notícias.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios