Ministério libera R$ 3,9 milhões para projetos de infraestrutura hídrica e esgotamento

Postado em dez 17 2015 - 11:51am por Jornal da Chapada
foto5

A segunda etapa da Adutora do Algodão ganha reforço | FOTO: Reprodução |

O Ministério da Integração Nacional liberou nesta quarta-feira (16) R$ 3,9 milhões para projetos coordenados pela Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado (SIHS), a exemplo do Canal do Sertão Baiano e Adutora do Algodão, considerados primordiais para o desenvolvimento da infraestrutura hídrica no estado.

Também foram contemplados os projetos dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário no município de Campo Alegre de Lourdes, no Vale do São Francisco, que há muito carece de obras de grande porte. O anúncio foi feito pelo secretário-executivo do ministério, Carlos Vieira, ao secretário estadual Cássio Peixoto.

Para o Canal do Sertão, que beneficiará 40 municípios baianos, com o objetivo prioritário no abastecimento humano, contribuindo também para dessedentação animal, sustentabilidade para atividades da pecuária e revitalização de projetos de irrigação, foi liberada nova parcela de R$ 1 milhão, destinada ao anteprojeto, que tem o valor total de R$ 25,7 milhões, já liberados R$ 8,9 milhões.

A obra, também batizada como transposição do Eixo Sul do Rio São Francisco, percorrerá mais de 300 quilômetros, tendo o trecho inicial de 20 quilômetros entre as cidades de Juazeiro (norte) e Senhor do Bonfim (centro norte). “E o governo baiano tem pressa para iniciá-la e mudar a realidade de muitos baianos”, disse Peixoto.

Aliado a isso, a segunda etapa da Adutora do Algodão ganha reforço. Um montante de R$ 1 milhão também foi liberado para a intervenção, que havia recebido outros R$ 3,3 milhões, somando R$ 4,4 milhões para esta etapa da obra, que já abastece, com água do Rio São Francisco, cerca de 200 mil pessoas de sete cidades e quatro localidades rurais da região de Guanambi (sudoeste) e passará a atender Caetité (centro sul). De acordo com o secretário, “essas pessoas, desde o ano passado, vêm sofrendo muito com o racionamento na distribuição de água por conta da seca e essa intervenção, sem dúvida, dará segurança hídrica para os que residem na região”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.