Leur Lomanto Jr. repudia ação da prefeitura de Jequié com derrubada de placas Fora Tânia

Postado em jan 12 2016 - 10:00pm por Jornal da Chapada
foto5

O deputado cita que uma das provas de que a prefeitura de Jequié está mergulhada em desmandos é a recente suspensão pelo Ministério da Saúde das verbas que seriam destinadas a Atenção Básica do município | FOTO: Reprodução |

“É um absurdo o que tem acontecido em Jequié. Como se já não bastasse o caos administrativo instalado na cidade, a prefeita Tânia Britto (PP), agora age de forma autoritária, mandando destruir outdoors com mensagens que sugeriam a sua renúncia. A população de Jequié não pode ficar refém de uma administração que só trouxe atrasos para a cidade e agora censura de forma truculenta os manifestos populares”, diz o deputado estadual Leur Lomanto Jr. (PMDB), em relação aos últimos acontecimentos políticos no município.

O parlamentar considerou arbitrária a decisão do poder público municipal em usar a máquina adquirida pelo PAC 2 para derrubar as placas que exibiam frases como: – Prefeita pelo bem de Jequié renuncie já. Os outdoors estavam em terreno particular. “Essa atitude foi descabida e inaceitável, um atentado a liberdade de expressão”, repudia o peemedebista.

Segundo Leur Jr., a ação contradiz o discurso de defesa da democracia feito anteriormente pela prefeita e seus auxiliares. “Infelizmente tentam calar um clamor que cresce a cada dia em Jequié, com pedidos para que a prefeita renuncie ao cargo. A população já não suporta mais tanto prejuízo e a desordem que tomou conta da cidade”, enfatiza.

O deputado cita que uma das provas de que a prefeitura de Jequié está mergulhada em desmandos é a recente suspensão pelo Ministério da Saúde das verbas que seriam destinadas a Atenção Básica do município. O governo federal teria atribuído a interrupção do benefício à existência de irregularidades na gestão das ações financiadas pela pasta. “O cancelamento da transferência de verbas para uma área tão sensível como a saúde é algo muito grave. Isso mostra a incompetência da prefeitura municipal que não sabe aproveitar os recursos federais”, critica.

Na última segunda-feira, a Secretaria de Infraestrutura do município teria autorizado o uso de retroescavadeira para destruir placas com a campanha Fora Tânia. O ato só foi barrado após a chegada da Polícia Militar e de alguns vereadores que condenaram a ação.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.