Trabalhadores da Chapada Diamantina vão às ruas durante greve geral; confira fotos e vídeos

Postado em abr 28 2017 - 1:23pm por Jornal da Chapada



protesto

Manifestantes realizam ato em frente ao Banco do Brasil no município de Seabra; protestos tomaram a região da Chapada Diamantina | FOTO: Reprodução/Mídia Ninja |

Em vários municípios da Chapada Diamantina trabalhadores e simpatizantes aderiram à greve geral desta sexta-feira (28) contra as reformas do governo de Michel Temer (PMDB). Em Nova Redenção, por exemplo, o líder político Ivan Soares afirmou que o ‘Governo da Reconstrução’ aderiu ao movimento grevista. “Apenas os serviços essenciais foram mantidos, como Saúde e emergências, Contabilidade [em razão da folha de pagamento]. As outras áreas estão todas paradas”, afirmou Soares em contato com o Jornal da Chapada. Apesar disso, não há notícias de um movimento organizado.

Na cidade de Souto Soares, há um movimento organizado pela Paróquia São João Batista em parceria com a APLB, Sindserv, dentre outros sindicatos. A caminhada pelas ruas da cidade foi iniciada às 9h, partindo da praça da igreja. De acordo com o presidente do PT local, Josemar Pereira Evangelista, mais conhecido como Pia Natureza, “na caminhada houve parada na rua em frente à Câmara de Vereadores e o encerramento foi na rodoviária com uma grande roda de oração”. Foi divulgada também a lista dos deputados da Bahia que votaram contra o povo na reforma trabalhista e na aprovação da lei que terceiriza o serviço em todas as áreas das empresas.

Fotos do ato em Souto Soares

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em Rio de Contas, dezenas de pessoas foram às ruas a pé, em carros, fazendo apitaço e batendo tambores para protestar contra o governo de Temer. Os populares percorreram as ruas e um vídeo do ato circula na internet. Veja abaixo!

Confira vídeo do ato em Rio de Contas

Outro local que teve protesto foi na Vila do Capão, localizada no município de Palmeiras, onde os moradores também realizaram uma manifestação na manhã desta sexta (28). As pessoas gritavam palavras de ordem e portavam cartazes contra as ações do atual governo federal. Também há vídeo disponível sobre o ato no Vale do Capão, confira abaixo.

Veja o vídeo do protesto no Capão

Na cidade de Itaberaba, considerada o Portal da Chapada Diamantina, a mobilização nacional contra as reformas de Temer envolveu diversos representantes de sindicatos, movimentos sociais e de empresas públicas e privadas. Eles criaram o movimento ‘Mobilização Já’, que tem como objetivo lutar contra a perda dos direitos dos trabalhadores.

Entidades engrossaram as trincheiras de luta em Itaberaba. Representantes de Sindicato dos Trabalhadores em Saúde da Bahia (Sindsaúde), o dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), o dos Servidores Municipais de Itaberaba (Sindserv), o Clube de Dirigentes Lojistas de Itaberaba (CDL), o Sindicato dos Comerciários e o Sindicato dos Policiais Civil do município (Sindpoc). Bancários, movimentos LGBT e Negro, OAB Itaberaba e professores e estudantes.

Fotos do protesto em Itaberaba

Este slideshow necessita de JavaScript.

O povo de Jacobina também foi para as ruas nesta sexta. Além da manifestação, as aulas foram suspensas nas escolas públicas. Os trabalhadores da empresa Jacobina Mineração paralisaram suas atividades no começo da manhã desta sexta-feira (28) e fizeram uma manifestação na pista de acesso ao Comércio, contra as reformas.

Veja fotos divulgadas pela Mídia Ninja nas redes sociais

Este slideshow necessita de JavaScript.

No município de Seabra, também houve registro de protestos contra as reformas de Temer. Confira as fotos publicadas em rede social pela Mídia Ninja.

Fotos de Seabra

Este slideshow necessita de JavaScript.

Trabalhadores de Ipirá, no centro-norte da Bahia, fecharam um trecho da BA-052 em frente à fábrica de calçados Paquetá, empresa que emprega mais de 3 mil pessoas, em adesão à greve geral.

Imagens de Ipirá do site Caboronga Notícias

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vídeo de Ipirá

Salvador
A capital baiana acordou sob protestos. As portas das garagens de todas as empresas que fazem o transporte público estão fechadas nesta sexta. O metrô de Salvador, por sua vez, funciona normalmente. No aeroporto, o funcionamento é normal, e as companhias aéreas informaram que nenhum voo está atrasado. Por conta da falta de ônibus, as pessoas buscam alternativas para chegarem ao trabalho.

O terminal rodoviário de Salvador, de onde saem os ônibus para outras cidades e estados, também está sem funcionar. Manifestantes ainda realizam atos durante todo o dia em diferentes pontos da cidade, como Campo Grande, Rio Vermelho e região do Iguatemi. Região Metropolitana também aderiu, cidades como Lauro de Freitas e Camaçari registram atos.

sexta

Manifestações desta sexta deixam cidades sem ônibus e vias fechadas em todo o estado | FOTO: Arte/G1 Bahia |

Ações da PM e mais protestos pela Bahia
A Polícia Militar da Bahia (PMBA), por meio dos Comandos Regionais da capital, Região Metropolitana e do interior do estado, atualizou em Nota Oficial o andamento das manifestações em todo o estado. Na capital baiana houve um princípio de tumulto em frente ao Shopping da Bahia, pois os manifestantes tentaram impedir a entrada de funcionários e lojistas no estabelecimento comercial. Houve uma discussão entre as partes e a PMBA interveio mediando os interesses e encerrou o impasse.

Em Camaçari, por volta das 9 horas a Estrada da Cetrel foi liberada após negociação das equipes do 12º Batalhão com manifestantes, que haviam bloqueado a via com blocos de cimento. Já na Estrada da Cascalheira, a PM prendeu três homens com indícios de serem os autores de jogarem “miguelitos” (artefatos perfurantes) no leito da rodovia. O trio foi conduzido por equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe)/Polo Industrial e apresentado na 18ª Delegacia Territorial.

itamaraju

Protesto em Itamaraju, no extremo sul da Bahia | FOTO: Marta Silva |

Região Sul
No município de Itamaraju manifestantes bloquearam a garagem de duas empresas de ônibus e policiais militares da 43ª CIPM estão no local. Em Eunápolis, equipes da 7ª CIPM acompanham o bloqueio de uma das pistas da BR-101 em frente ao assentamento do MST. Guarnições da 88ª CIPM fazem o isolamento no trevo da BA-001, entrada de Alcobaça, onde professores e sindicalistas da Central Única dos Trabalhadores (CUT) fecharam todos os sentidos da via e queimaram pneus.

Na cidade de Porto Seguro, equipes do 8º Batalhão negociam a liberação da Avenida Outeiro da Glória, bloqueada por um veículo de lotação. Em Ilhéus, no bairro Teotônio Vilela, na BR-415, um vereador da cidade utilizou o veículo para bloquear uma das ruas da região, mas policiais da 70ª CIPM negociaram e desobstruíram a via.

Região Leste
Manifestantes deslocaram em direção à linha férrea no bairro Dois de Julho, no município de Alagoinhas, e policiais militares do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM) foram para o local. Não houve bloqueio das vias e os veículos circulam normalmente na região. Com carro de som no Centro da cidade, representantes da CUT, os Sindicatos dos Rodoviários e dos Comerciários participam da manifestação, que é acompanhada por equipes do 4º Batalhão.

Guarnições da 64ª CIPM acompanham o grupo concentrado na frente da Prefeitura de Feira de Santana. Já na entrada da cidade, após a Universidade Estadual da Bahia (Uneb), KM 520, na BR-324, policiais militares estão no local e acompanham os manifestantes.

Fotos do ato em Cansanção, no nordeste da Bahia

Este slideshow necessita de JavaScript.

Região Oeste
Policiais militares da 84ª CIPM acompanham manifestações que acontecem em Barreiras nas rodovias BA-135 e BA-242, que neste momento estão bloqueadas. Em São Desidério manifestantes protestam de forma pacífica e policiais militares da 85ª CIPM fazem o acompanhamento.

Região Sudoeste
Policiais militares da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/Rondesp Sudoeste acompanham a manifestação pacífica de estudantes em frente à Universidade Federal da Bahia (UFBA) de Vitória da Conquista e guarnições da 77ª CIPM acompanham manifestantes que estão reunidos em frente à fábrica da Azaléia, também no mesmo município.

Em Vitória da Conquista, representando o sudoeste baiano, bancários, o MST, o Levante Popular da Juventude, Associações e a Arquidiocese paralisaram na greve geral. Veja o vídeo postado por Marcela Pessôa.

Vídeo Vitória da Conquista

Região Norte
Na cidade de Andorinhas há uma manifestação em que representantes do Sindicato das Mineradoras estão impedindo a entrada de funcionários da FERBASA. Policiais militares do 6º Batalhão acompanham a movimentação, que segue pacífica. Já em Paulo Afonso desde as 8h manifestantes ligados ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), APLB e grupos indígenas protestam, de forma pacífica, na ponte e no Centro da cidade, sendo acompanhados por policiais militares do 20º Batalhão.

De acordo com o site Bahia Notícias, foram com gritos de ‘Fora Temer’, e críticas à ‘Rede Globo’ que manifestantes tomaram as ruas de Juazeiro, no Sertão do São Francisco, e subiram a ponte Presidente Dutra, que liga à cidade a Petrolina, já em Pernambuco, na BR-407. Na região de Paulo Afonso, a ponte que dá acesso à cidade foi fechada por manifestantes.

Vídeo em Juazeiro

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

3 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.