Pular para a barra de ferramentas
CidadesCulturaCuriosidadesMenu Principal

Chapada: Festival de Música de Igatu prepara programação para o mês de agosto

ascom
O festival deve seguir os passos dos anos anteriores com atrações de peso, oficinas, encontros culturais tudo isso unido às belezas naturais da charmosa Vila de Igatu | FOTO: Ascom/Facebook |

Ainda não foram divulgadas as datas nem a programação, mas a organização do Festival de Música de Igatu já prepara tudo para o evento que movimenta o cenário cultural na região da Chapada Diamantina durante o segundo semestre. Sempre entre o final de agosto e início de setembro, o festival deve seguir os mesmos passos dos anos anteriores com atrações de peso, oficinas, encontros culturais unindo tudo isso às belezas naturais de uma das Vilas mais charmosas da Chapada, incrustada no município de Andaraí.

ascom345
Zeca Baleiro fez um show inesquecível na edição de 2016 do festival | FOTO: Ascom/Facebook |

O evento sempre atrai turistas de diferentes partes do Brasil e o cuidado este ano é para que a infraestrutura do local seja preservada, assim como nas edições anteriores. “Estamos começando a contatar os artistas agora”, diz um dos organizadores procurado pelo Jornal da Chapada. “Ainda não temos data por estar muito cedo”, completa. Já passaram pelo palco do Festival de Igatu artistas como Zeca Baleiro, Marina Lima, Scambo, Xangai, Mariene de Castro, Targino Gondim, Guilherme Arantes, 14 Bis, Flávio Venturini, Jorge Vercilo, Vander Lee, entre outros.

Leia também:
Chapada: Marimbus, cachoeiras e a ‘Machu Picchu brasileira” são destaques turísticos em Andaraí

Sobre Igatu
A pequena vila de Igatu viveu o apogeu e a decadência do garimpo, deixando os sinais de sua história estampados na arquitetura e no estilo de vida tranquilo dos moradores. O vilarejo é tombado como patrimônio nacional pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e possui diversos atrativos especiais, como as ruínas das casas de pedra construídas pelos garimpeiros, que deram ao local o apelido de Machu Picchu brasileira.

Com seis cachoeiras ao seu redor, a vila vem se especializando em turismo histórico-cultural, bem como no turismo de natureza e aventura, impulsionado especialmente pela prática do trekking e da escalada, vocações naturais de Igatu. Hoje, os moradores mantêm o prazer de viver tranquilamente neste verdadeiro patrimônio da natureza, transitando, ao mesmo tempo, entre o passado, o presente e o futuro. Não é preciso motivos para passear por lá, mas o festival melhora tudo.

Jornal da Chapada

Leia também:
Mucugê, Igatu e Andaraí são mais opções de trekkings na Chapada Diamantina; conheça roteiros

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios