Sindilimp diz que trabalhadores estão passando humilhação para contratação do Reda no governo

Postado em ago 17 2017 - 11:59am por Jornal da Chapada
ana

De acordo com o SindilimpBA, os ex-terceirizados ainda não receberam os salários e nem suas verbas rescisórias das empresas que prestavam serviços pela SEC | FOTO: Reprodução |

A mudança do regime de contratação dos agora ex-terceirizados para Reda continua dando problemas para os trabalhadores. Essa informação é da coordenadora-geral do SindilmpBA, sindicato que representa os terceirizados no estado, Ana Angélica Rebello, que tem registrado uma série de queixas dos profissionais de asseio e conservação lotados na Secretaria Estadual de Educação (SEC). “O povo está gastando o que não tem, são muitos exames, nem para Reda de professor estão exigindo tanto. Semana passada saiu uma lista de Reda com menos documentos para os educadores”, informa Ana.

De acordo com o SindilimpBA, os ex-terceirizados ainda não receberam os salários e nem suas verbas rescisórias das empresas que prestavam serviços pela SEC. “Por conta disso, os trabalhadores estão passando por essa humilhação de não terem como arcar para tirar documentação para poder entrar no contrato do Reda. Até certidão negativa da Justiça Federal estão pedindo a eles. Tenho certeza que os trabalhadores são idôneos. Se tem alguma irregularidade nos seus CPFs, com certeza foi o Estado culpado por não cuidar desses trabalhadores. Uma vergonha pedir certidão de qualquer teor”, completa Angélica.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.