#Brasil: Ônibus da caravana do ex-presidente Lula são alvejados por três tiros no Paraná

Postado em mar 27 2018 - 9:38pm por Jornal da Chapada
lula

O ex-presidente Lula e a comitiva estavam se dirigindo para uma visita à Universidade Federal da Fronteira Sul, localizada em Laranjeiras do Sul, quando aconteceu os disparos | FOTO: Montagem do JC |

A caravana do ex-presidente Lula pelo Sul do país foi alvejada por ao menos três tiros enquanto percorria – sem escolta policial – o trecho entre as cidades de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, no Paraná. Dois ônibus foram atingidos, ninguém foi ferido. Conforme informações, o Paraná foi o único estado da federação de todos os percorridos pela caravana a não fornecer uma escolta policial para a comitiva dos ônibus. O caso foi registrado nesta terça-feira (27). O ex-presidente Lula e a comitiva estavam se dirigindo para uma visita à Universidade Federal da Fronteira Sul, localizada em Laranjeiras do Sul.

“Se tem uma pessoa que fez muitas viagens nesse país fui eu. Já percorri o Brasil inteiro, 91 mil km de barco, trem e ônibus. Já fiz campanha política em todo o território nacional e vocês nunca ouviram falar de violência. O que eu estou vendo agora é quase o surgimento do nazismo. O que estamos vendo agora não é política, porque se quisessem derrotar o PT, iriam para as urnas. Se eles acham que fazendo isso vão nos assustar, estão enganados. Vai nos motivar. Não podemos permitir que depois do nazismo esses grupos fascistas possam fazer o quiser. Esperamos que quem está no governo estadual e federal, seja golpista ou não, assuma a responsabilidade. Atacaram o ônibus que estava a imprensa. Se querem brigar, briguem comigo nas urnas. Mas vamos respeitar a democracia, a convivência na diversidade”, declarou o ex-presidente ao saber dos disparos ocorridos na tarde desta terça-feira (27).

Em certo trecho da via, os ônibus tiveram que reduzir a velocidade, pois ali haviam sido colocados miguelitos, uma espécie de arpão metálico utilizado de maneira criminosa para furar pneus de veículos. Foi neste momento que os disparos ocorreram. Um dos ônibus, com jornalistas brasileiros e estrangeiros, teve a sua lateral direita alvejada por um dos disparos. Já o outro veículo que levava convidados da caravana foi atingido no lado do motorista e também teve um dos seus vidros estilhaçados por outro disparo.

O PT acionou a Polícia Militar que fez o boletim de ocorrência e foi solicitada uma perícia nos dois ônibus, que ficarão na cidade de Laranjeiras do Sul, enquanto o comboio seguirá viagem. Os advogados do Partido estão fazendo o devido acompanhamento destes atentados. A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, reafirmou de maneira veemente a sua indignação com relação aos ataques que a caravana vem sofrendo desde o seu início.

“Desde o Rio Grande do Sul temos alertado as autoridades, mandamos ofício ao ministro da Segurança Pública informando nosso roteiro e pedindo policiamento, mas ainda assim não temos segurança. Agora, aconteceu o cúmulo: nossa caravana foi vítima de emboscada, um atentado. Essas pessoas querem matar o presidente Lula”, declarou. A presidente cobrou novamente a ação das autoridades com relação às denúncias que vêm sendo feitas pelo PT. “Eu quero saber o que as autoridades paranaenses têm a falar, bem como o ministro da Justiça do governo brasileiro. Vamos ter que ter alguém morto nessa caravana para provar o que estamos dizendo, que estamos sendo vítimas de milícia armada?”. Com informações de assessorias.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

3 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.