#Eleições2018: Lideranças da Chapada Diamantina listam motivos para não votar em Coronel

Postado em set 27 2018 - 12:12am por Jornal da Chapada

Lideranças da região chapadeira viram as costas para Coronel e apontam divergências políticas para votar nele para o Senado | FOTO: Divulgação/Facebook |

Algumas lideranças políticas da Chapada Diamantina estão tendo dificuldades para captar votos para o candidato ao Senado na chapa majoritária de situação encabeçada pelo governado e candidato à reeleição Rui Costa (PT), que é o deputado estadual e presidente da Assembleia, Angelo Coronel (PSD). Entre as razões apontadas, estão a inconstância ideológica de Coronel.

“Ele foi um dos deputados estaduais que mais ameaçou o governo Rui Costa, sem falar que o povo não está satisfeito pela imposição de sua candidatura. E quando perguntamos porque, eles dizem que preferiam que a candidata a deputada federal Lídice da Mata [PSB] fosse a companheira de chapa de Jaques Wagner [PT], pela parceria histórica que tem as duas legendas”, diz um vereador que não quis se identificar.

“Também tem o fato de que estariam fazendo ‘um favor ao PT’, já que a Bahia tem quatro vagas no Senado e se Coronel for eleito, o presidente do PSD na Bahia, senador Otto Alencar, será o detentor de três delas. Uma vaga é ocupada por ele [Alencar], a segunda pelo suplente Roberto Muniz um de seus aliados”, completa outra liderança.

As lideranças, segundo informações, ainda avaliam que tem que acabar com a oligarquia dos Alencar, que nada traz para a região da Chapada Diamantina, a não ser, proteção política para prefeitos ficha suja. O vereador e a liderança política não quiseram se identificar para não sofrerem retaliações, eles relatam que a “vingança é uma prática na política atual”.

Inicialmente, informações apontaram que Coronel não teria nem opoio do município de Coração de Maria, sua cidade natal. Só que o Jornal da Chapada apurou e, em nota publicada em um site da capital, o prefeito do município e o vice-presidente do PT, desmentem os boatos e afirmam que estão com o candidato do PSD.

Ao analisar as últimas pesquisas para o Senado, as lideranças apontam que Irmão Lázaro (PSC) será favorecido pela disputa na região. Primeiro pelos votos dos evangélicos e, segundo, porque o povo não quer Jutahy Magalhães (PSDB). A última pesquisa Ibope demonstra que a intenção de voto para o Senado na Bahia tem os seguintes dados: Wagner (PT) tem 43% e segue líder isolado, Lázaro (PSC) aparece com 26% e Coronel (PSD) tem 22%, já Jutahy Magalhães Júnior (PSDB) tem 14%.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.