CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo

#Vídeo: Ministra Damares diz que “meninas são estupradas na Ilha do Marajó porque não usam calcinha”

Damares Alves é ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Bolsonaro | FOTO: Valter Campanato/Agência Brasil |

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, apresentou os resultados do programa Abrace o Marajó, nesta quarta-feira (24), em Brasília. O programa foi lançado no arquipélago paraense para combater a exploração sexual e violência contra crianças, adolescentes, juventude, mulheres e pessoa idosa. Na apresentação, a ministra fez uma revelação: “as meninas da ilha do Marajó são estupradas porque não usam calcinha”.

Disse “que já conseguiu muitas doações de calcinhas para mandar para o arquipélago – mas isto não basta: é preferível levar fábricas de calcinhas para lá para dar emprego e produzir calcinhas a preço mais baratinho”. Marajó foi escolhida numa proposta de choque social que deve servir como laboratório para a implementação de ações em outros lugares do país.

“Se a mulher permanece com o agressor porque depende dele financeiramente, vamos trazer oportunidade a elas no emprego ou no empreendedorismo. Se as crianças são trocadas por alimentos ou óleos diesel que movimentam os barcos, vamos atacar o crime, conscientizar, mas também trazer as empresas que promovam a renda dessas famílias”, explica a ministra. As informações são do site BNews.

Veja vídeo divulgado

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas