CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal
Trending

#Bahia: Suíca volta a cobrar unidade no PT às vésperas do congresso estadual

“Foi uma disputa digna do processo, que é concorrer internamente com lideranças históricas que sempre ouvimos falar", diz o vereador..

Neste final de semana, entre os dias 19 e 20 de outubro, os militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) se reúnem em congresso estadual para escolher definitivamente quem vai comandar a sigla na Bahia nos próximos anos. O vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT) e a direção do SindilimpBA participaram ativamente do processo de eleição direta do partido, principalmente na capital, onde ajudaram a eleger a nova executiva municipal. Nesta terça-feira (15), o edil petista comentou sobre o processo interno, voltou a cobrar unidade na sigla e reforçou a importância de se ter um candidato ligado aos trabalhadores, ao povo negro e a todas as classes excluídas na capital baiana.

“Neste momento, precisamos superar nossas diferenças, que não são poucas, e seguir unidos para que o partido saia inteiro do processo. Conseguimos reformular a direção, conseguimos emplacar militantes aguerridos e vamos lutar para termos protagonismo em 2020. Salvador precisa de um candidato de alma negra, ligado aos movimentos sociais, sindicais, às mulheres, ao povo em geral”, destacou Suíca. Para o vereador, o processo interno do partido fortaleceu sua atuação nos municípios e envolveu a base. “Foi uma disputa digna do processo, que é concorrer internamente com lideranças históricas que sempre ouvimos falar. Afinal, o PT é o único partido que tem ferramentas democráticas para escolher seus dirigentes, não conheço outro partido com essa característica”.

Suíca também lembrou que o Congresso Estadual do PT vai marcar mais um ato em defesa da liberdade do ex-presidente Lula e contra as medidas consideradas por ele como “retrógradas” do governo de Jair Bolsonaro (PSL). “Lula livre sempre será nossa bandeira”. Já a coordenadora-geral do SindilimpBA, Ana Angélica Rabelo, disse que o PT precisa manter sua base popular. Ela cita o mandato de Suíca como exemplo no processo e diz que é difícil encontrar um espaço de poder que tenha a “cara do povo”. “É um dos mandatos mais ativos de Salvador. Tenho de dizer isso e reafirmar, pois o que é popular na Câmara hoje se conta nos dedos. O sindicato tem atuado para reforçar a relação com o PT e seguir mudando a vida de quem mais precisa”, completou Ana.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas