Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo
Trending

#Urgente: Governo omite ao menos cinco dados em novo formato de boletim e aponta 1.005 mortes por covid em 24h

Neste novo balanço, o Ministério da Saúde mudou a forma de divulgação dos indicadores, deixando de apresentar alguns dados consolidados.

Com mudanças no horário e a exclusão de dados, o Ministério da Saúde, do governo do presidente de Jair Bolsonaro (sem prtido), divulgou nesta sexta-feira (5) seu mais recente balanço de casos confirmados e mortes por covid-19.

São apenas três dados em destaque:
1.005 registros de mortes em 24 horas (com o acréscimo, vai a 35.026 o total de óbitos, que era de 34.021 na quinta)
30.830 casos em 24 horas (com o acréscimo, vai a 645.771 o total de casos confirmados)
11.977 pacientes recuperados em 24 horas
Além disso, o boletim ainda apresenta os dados de novos casos e mortes por estados.

Mudança e dados ausentes
Neste novo balanço, o ministério mudou a forma de divulgação dos indicadores, deixando de apresentar alguns dados consolidados. Além disso, os mesmos dados não estavam acessíveis no painel com gráficos e mapas, antes disponível em https://covid.saude.gov.br/, que aparecia por volta das 22h sem informações e com a mensagem “Portal em manutenção”.

Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde desta sexta-feira – 5 de junho | FOTO: Reprodução/MS |

O novo boletim enviado:
Não informa os números totais de mortes e casos, seja nacional ou por estados
Não informa o número de mortes em investigação
Não informa o número de mortes ocorridas nos últimos 3 dias
Não informa o total de pacientes recuperados ou em acompanhamento
Não apresenta sinal de tendência para o número de mortes ou de casos
Deixou de ser divulgado por volta das 19h como era costume, e foi apresentado pouco antes das 22h pelo terceiro dia consecutivo. As informações são do G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios