CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal
Trending

#Negócio: Mercado de eletrônicos; o que se deve observar para comercialização de produtos

A importância da logística é tão grande que esta deve ser pensada antes mesmo de se iniciar as operações da empresa.

Os produtos eletrônicos estão entre os itens mais desejados na contemporaneidade. Essa busca passa por vários tipos de experiências possíveis, que transitam por questões de segurança, conforto, diversão, enfim, qualidade de vida de um modo geral. Em virtude das várias qualidades presentes em produtos dessa linha, comercializá-los tem representado uma opção vantajosa.

Assim como o formato do negócio que se almeja desenvolver, o empreendedor precisa ter etapas relevantes concluídas com sucesso em cada uma de suas vendas. Isso deve ser encarado como uma espécie de protocolo dentro de empresas de todos os portes.

O mercado consumidor e a importância de sua delimitação
Embora possa parecer algo bastante evidente ao se estruturar uma empresa, o nicho a ser atendido deve ser algo claro para quem empreende. Um divisão clássica pode ser vista em se tratando de atender uma clientela dentro do país ou optar pela exportação.

Tão relevante quanto a decisão sobre os produtos para o seu comércio eletrônico é conseguir dar o devido atendimento ao filão de mercado que se escolheu. Para tornar isso mais facilitado, o empresário pode avaliar, dentre outros, os seguintes pontos:

• Se o capital corresponde ao volume que se deseja vender ou revender;
• A clientela, que deve ser regional, nacional ou até mesmo internacional;
• A relevância e a qualidade das mercadorias, para que sejam competitivas neste mercado.

Informe-se a respeito das documentações necessárias
Qualquer que seja o tamanho do mercado consumidor, se este é ou não interno, sempre há uma série de documentos e procedimentos inerentes às atividades de vendas. No que diz respeito ao consumo que se estabelece em território nacional, o chamado CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) é parte da documentação para se abrir uma empresa.

Mesmo que a comercialização se dê pela internet, por se tratar de produtos eletrônicos, pressupõe-se que exista um depósito. Este local deverá ser vistoriado pelas autoridades competentes a fim de que se expeça alvará de funcionamento, dentre outros documentos que assegurem a qualidade do ambiente em relação ao comércio. O empreendedor não encontrará, contudo, dificuldades para se informar sobre os trâmites ligados às operações de sua companhia.

Escolha entre um produto específico ou vários do mesmo segmento
Há formas variadas de se vender eletrônicos. Algumas empresas têm suas operações baseadas em diversa mercadorias. É o que, por exemplo, se vê em estabelecimentos que revendem simultaneamente televisores, itens para cuidados com beleza, como barbeadores, produtos de informática, etc.

Caso prefira e demonstre afinidade com algo mais restrito, como vendas de peças específicas, o empreendedor também poderá seguir por este caminho. Ainda que este tipo de comercialização possa parecer muito restrita, o lucro pode se originar justamente por sua singularidade. Um dado negócio, se tiver sua marca fortalecida, poderá tornar-se referência em uma dada área.

A logística deve sinalizar lucratividade
De nada adiantará vender produtos de alta qualidade, contando-se com grande eficiência nas etapas de venda, se a entrega for cheia de problemas ou demorar mais do que o esperado. É normal que ocorram revezes nesta fase do processo de venda, mas isso deve ser algo pontual e não rotina na organização.

A importância da logística é tão grande que esta deve ser pensada antes mesmo de se iniciar as operações da empresa. Se for devidamente planejada, calculando-se custos com esta atividade, sua eficácia se volta de maneira positiva para o comércio.

Estude a real viabilidade das mercadorias
É fundamental que o empresário de produtos eletrônicos tenha uma visão racionalizada do que irá fornecer ao seu público. Parte desta maneira de se conceber o negócio implica em se trabalhar somente com itens que de fato terão saída, ou seja, que realmente conseguirão ser vendidos.

Assim como o transporte e o armazenamento, também é preciso verificar como tem funcionado as principais operações dos concorrentes, já que estes podem ser uma espécie de termômetro para se ter base de como se darão as vendas.

Saiba lidar com eficiência em se tratando das garantias ao cliente
A garantia de um produto é considerada um tipo de documento, uma vez que dará direito a consertos ou trocas de produtos que estejam com defeitos provenientes de sua fabricação. É preciso que se conte com uma equipe para atender os clientes que estão em busca de algum tipo de reparo.

A boa notícia é que a companhia pode fornecer garantias estendidas, de modo a lucrar com isso. Além disso, se este tipo de atendimento for devidamente realizado, a empresa passa a ter pontos positivos com sua clientela. Vale lembrar que na atualidade muitos consumidores optam por expressar publicamente suas experiências de compras. Dessa forma, é sempre necessário prezar por uma boa imagem em todos os aspectos. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios