AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal
Trending

#Bahia: Salvador e municípios da RMS prorrogam medidas restritivas até segunda por causa da pandemia

Foram 96 pacientes que amanheceram na fila esperando uma vaga em uma Unidade de Pronto Atendimento somente em Salvador.

O decreto estadual que suspende todas as atividades não essenciais na Bahia vai continuar valendo em Salvador e Região Metropolitana até as 5h da próxima segunda-feira (8). A decisão também deve ser a mesma adotada pelo governo em todo o estado. A informação foi confirmada pela prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), após reunião com o governador Rui Costa (PT).

A decisão ocorreu após reunião dos prefeitos integrantes do Consórcio Policlínica. Participaram do encontro representantes de Lauro de Freitas, Dias D’Ávila, Mata de São João, Camaçari, Simões Filho e Conde, que apesar de não estar compondo o conglomerado, fez parte da reunião. O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), também esteve presente na reunião de forma virtual. Foram 96 pacientes que amanheceram na fila esperando uma vaga em uma Unidade de Pronto Atendimento somente na capital.

O decreto deve ser anunciado pelo governador ainda nesta terça-feira. “É uma medida que a gente não gostaria de tomar. A gente sabe as dificuldades, isso afeta também as prefeituras. Mas estamos vivendo próximos de um colapso. Estamos vendo mais de 300 pessoas no estado precisando de regulação. A média de espera é de 12 horas a três dias. Não podemos deixar de fazer a nossa parte”, disse Moema, em entrevista à TV Bahia.

Segundo o atual decreto vigente, é permitido somente o funcionamento dos serviços essenciais, em especial as atividades relacionadas a saúde e comercialização de gêneros alimentícios, o transporte e o serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde. Com dados da redação do site Metro1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios