CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolíciaTop
Trending

#Bahia: Vítimas do Atakarejo foram obrigadas a fazer sexo oral e gerente chegou a ligar para ex-funcionário preso

Mais dois seguranças do supermercado foram capturados pela polícia baiana.

As vítimas do duplo homicídio, que foram pegos roubando no Atakarejo, Bruno e Yan Barros da Silva, chegaram a ser obrigados a fazer sexo oral. Além disso, dentre os conduzidos na Operação Retomada está um ex-funcionário que estava no bairro da Caixa d’Água, em Salvador. Ele trabalhou no estabelecimento por indicação do gerente, que namora com uma funcionária e é morador do bairro de Amaralina.

Inicialmente foi preso no Nordeste de Amaralina um suspeito. Em seguida, os policiais estiveram no bairro da Caixa d’Água, onde localizaram um homem, identificado como ‘Vitor’. A operação também ocorreu nos bairros do Nordeste de Amaralina, Mata Escura, Fazenda Coutos, todos em Salvador, e no município de Conceição de Jacuípe.

Foram presos ainda um integrante do Comando Vermelho e um segurança do Atakarejo. Os quatro detidos teriam participação direta no duplo homicídio. Segundo informações do Informe Baiano (IB), o gerente foi o responsável por acionar traficantes e também o ‘Vitor’, no qual esse último não teria participação com o grupo criminoso que executou as vítimas, mas saiu da residência “por curiosidade” para ver o que estava acontecendo e contribuiu com a agressão contra Bruno e Yan.

O espancamento começou dentro do supermercado e os dois foram levados, inicialmente, para a localidade do Areal, onde ocorreu a tortura. Segundo o IB, as vítimas foram ainda obrigadas a fazer sexo oral. Posteriormente, os traficantes do Comando Vermelho levaram Bruno e Yan para o Boqueirão. Nesse terceiro local, houve as execuções e as vítimas foram colocadas no porta-malas de um carro. O veículo e os corpos foram abandonados na Polêmica de Brotas.

Operação policial resultou na prisão de envolvidos no crime | FOTO: Divulgação |

Mandados de busca e apreensão
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que além das ordens de prisão, mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em residências e também no estabelecimento comercial. “Aqui no supermercado estamos colhendo provas através de computadores, documentos, entre outros eletrônicos”, explicou a delegada responsável pela investigação, Zaira Pimentel.

Nesta segunda-feira (10), mais dois seguranças do supermercado foram capturados pela Polícia. De acordo com investigação, a dupla tem envolvimento na ocorrência que terminou com Bruno e Yan Barros da Silva mortos por traficantes. Até o momento, três seguranças e três suspeitos de tráficos foram presos por participação no duplo homicídio.

Os mandados foram cumpridos durante a Operação Retomada, deflagrada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com apoio de outras unidades da Polícia Civil, da SI da SSP, da PM e do DPT. Além das prisões, mandados de busca e apreensão também foram cumpridos. Um deles, na sede do supermercado, onde foram recolhidos livros de ocorrências administrativas, computadores e aparelhos celulares. Jornal da Chapada com informações de Informe Baiano e de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios