CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolíciaTop
Trending

#Chapada: Com mais de 30 toneladas de excesso de peso, carreta carregada com milho é apreendida na região de Itaberaba

Durante fiscalização de trânsito, os agentes deram ordem de parada ao caminhão que viajava em velocidade reduzida, característica evidente de excesso de peso.

Um caminhão acoplado a três semirreboques, que estava transportando grãos de milho e apresentava volume de 33.695 quilos acima da capacidade permitida, foi apreendido na tarde desta quinta-feira (10), no Km 226 da BR-242, trecho de Itaberaba, portal de entrada da Chapada Diamantina, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Durante fiscalização de trânsito, os agentes deram ordem de parada ao caminhão que viajava em velocidade reduzida, característica evidente de excesso de peso.

Com isso, o conjunto (cavalo trator + semirreboques) foi conduzido para pesagem em balança, que apontou 107,69 toneladas (tara+lotação) e apresentou 33,69 toneladas a mais que o permitido, visto que a capacidade máxima do veículo é de 74 toneladas.

O excesso verificado gerou uma multa de natureza gravíssima, referente a infração de trânsito prevista no art. 231, inciso V do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Acima de 1000 kg de excesso, a infração é punida com multa de R$ 191,54 aplicada a cada 500 kg ou fração de excesso de peso apurado. Ou seja, a multa aplicada foi de mais de R$20.000 reais.

“Com vistas a auferir mais lucros, muitas empresas acabam colocando toneladas de excesso de peso nos caminhões, inclusive, ajustam as carrocerias para carregar mais mercadorias”, explica a PRF.

Além da carreta ter sido apreendida, sendo que só será liberada após transbordo da mercadoria excedente, o motorista foi autuado por mais seis infrações de trânsito, referentes a irregularidades encontradas no cavalo trator e semirreboque.

Jornal da Chapada

Etiquetas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios