Chapada: Grupo pede saída de padre durante manifestação em Lençóis

capa

A manifestação ocupou as principais ruas do centro histórico da cidade | FOTO: Reprodução/Youtube |

Um grupo de moradores ligado à Sociedade União dos Mineiros, no município de Lençóis, na Chapada Diamantina, realizou um protesto na terça-feira (28) pedindo a saída do padre responsável pela Igreja Nosso Senhor do Passos. Em entrevista à TV Bahia, uma moradora do município que participou da manifestação, Rilza Ribeiro, disse que o pároco local realizou mudanças na tradicional festa do padroeiro da cidade que não agradaram a população. A modificação mais polêmica, segundo a moradora, foi a proibição da participação dos garimpeiros na organização da festa, o que ocorria há 87 anos. Ainda segundo a moradora, há três anos o mesmo padre proibiu que o cortejo das baianas fizesse a tradiconal lavagem da igreja.

Confira vídeo publicado no Youtube, na conta de Betukka Ribeiro

Entrevistado pela TV Bahia, o padre Gercival Vieira disse que respeita as tradições culturais e religiosas do município e atribui o protesto a uma questão política e partidária. Segundo o padre, todas as mudanças na festa foram decididas com a Diocese de Irecê, que é responsável pela paróquia de Lençóis. O padre ainda diz que o protesto não representa a maioria da população. Sobre a proibição da lavagem dentro da igreja, o padre explicou que muitas pessoas entravam no local com bebidas e acabavam confundindo as homenagens religiosas com o lado profano. Os festejos ao Nosso Senhor dos Passos começaram no dia 23 de janeiro e chegam ao fim no próximo domingo (2). Com informações do G1.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.