SPM destaca campanha “Proteja o Gol” e debate feminização da AIDS

Postado em jun 9 2014 - 7:30pm por Jornal da Chapada
spm

Organizações internacionais, sociedade civil e governos participam das ações | FOTO: Divulgação |

A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) participou, nesta segunda (9), do lançamento da campanha global “Proteja o Gol, nesta partida não deixe a AIDS marcar”, no Teatro Castro Alves, em Salvador. Para a ação, prevista para as cidades que sediarão partidas da Copa do Mundo, serão desenvolvidas iniciativas de prevenção à contaminação do vírus HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis. Os brasileiros e estrangeiros terão acesso a preservativos e testes rápidos de detecção da doença, orientações, além de campanha visando o enfrentamento à discriminação contra pessoas soroposivitvas. Participaram do evento o governador Jaques Wagner, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, o prefeito de Salvador, Antônio Carlos de Magalhães Neto, representantes das Nações Unidas, além de outras autoridades.

Presente na solenidade, a titular da SPM, Vera Lúcia Barbosa, destacou a importância da campanha. A preocupação das organizações envolvidas com o tema, também diz respeito ao índice de mulheres soropositivas, que se dá por conta de uma série de aspectos. Entre eles estão falta de informação, sexo não consentido, inclusive em decorrência da violência de gênero praticada pelos parceiros, nas situações de relações sexuais sem negociação sobre uso de preservativo. A violência urbana, incluindo a ocorrência de estupros, é outro ponto considerado. De acordo com a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), no período de 1995 a 2005, por exemplo, houve o aumento de 44% na infecção por HIV entre mulheres.

Na Bahia, o Governo do Estado, através da SPM e da Secretaria da Saúde (Sesab), tem promovido diversas discussões sobre o tema da feminização da AIDS, tendo realizado seminários nos territórios baianos, envolvendo a população que vive com HIV/AIDS, profissionais de saúde, representantes de organizações feministas, prefeituras, entre outros públicos que lidam com a temática. De acordo com o boletim epidemiológico da Superintendência de Vigilância e Proteção da Saúde (Suvisa), na Bahia, em 2010, dos 1.287 novos casos de AIDS registrados, 534 (41,49%) foram identificados na população feminina.

Mais sobre a campanha
A campanha “Proteja o Gol” foi lançada pelo Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV/AIDS (UNAIDS), em parceria com o Fundo de Populações das Nações Unidas (UNFPA), Governo Federal através do Ministério da Saúde e Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), Governo do Estado e Prefeitura de Salvador. Por meio da iniciativa, serão distribuídos dois milhões de preservativos nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo, acompanhadas de panfletos com mensagens de prevenção. Além disso, a ação prevê a realização de 40 mil testes de HIV, no período do evento esportivo, que serão realizados em unidades móveis, disponibilizadas em locais próximos aos estádios e da Fan Fest, que, em Salvador, acontecerá no Farol da Barra. Também serão envolvidos os municípios de Mata de São João, Porto Seguro e Santa Cruz de Cabrália, cidades onde seleções estarão sediadas durante o período das competições.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.