Lula diz que “política aos olhos do povo parece coisa vergonhosa”

Postado em jun 27 2014 - 5:04pm por Jornal da Chapada
lula

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) | FOTO: Adilson Fonseca |

Depois de ter divulgado um vídeo esta semana no qual disse que a reforma política no Brasil é “necessária e urgente”, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou o seu discurso durante convenção estadual do PT em Salvador pedindo à militância petista que se engaje nessa causa. “A verdade é que nós precisamos de uma reforma política. Não podemos continuar nessa situação de organização partidária em que nós nos encontramos”, afirmou. Segundo Lula, é preciso trabalhar para “moralizar a política”.

“Estamos vivendo um momento de muito descrédito na política brasileira”, afirmou. O ex-presidente disse ainda que a política “aos olhos do povo parece uma coisa vergonhosa”. “Aos olhos do povo parece que todo mundo é igual. Parece que todo mundo é bandido”, disse. Lula afirmou que é preciso conquistar a juventude e despertar um sentimento para que a população perceba a importância de fazer política. “Temos que dizer à nossa juventude que nós fazemos política que temos orgulho de fazer política e que temos orgulho do partido a que pertencemos”, afirmou. “E se tiver alguma coisa errada, vamos tratar de acertar”, completou. Para o ex-presidente, quem sofre mais é a maioria que não se envolve com política, pois ela acaba sendo comandada por uma “minoria esperta”.

“A desgraça de quem não gosta de política é que é governado por quem gosta”, afirmou. Segundo ele, “negar a política é a pior coisa que pode ocorrer a uma nação”. “Nós temos não só que gostar, mas que praticar política, temos que ter orgulho daquilo que nós fazemos”, afirmou. Ontem, na abertura do Encontro Estadual, o partido homologou as candidaturas Rui Costa para o governo da Bahia e de Otto Alencar (PSD) para o Senado. Da Agência Estado.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.