Jovens negros baianos querem mais educação e oportunidade no mercado de trabalho, diz Suíca

Postado em set 6 2014 - 11:26am por Jornal da Chapada
suíca

Suíca e jovens de diferentes bairros de Salvador e do interior após diálogo no comitê | FOTO: Ascom |

Debater questões ligadas à educação, à cultura, ao envolvimento do jovem negro com artes, procurar solução para o fim do extermínio da juventude e mais oportunidades no mercado de trabalho. Esses foram alguns dos assuntos tratados no encontro entre jovens de bairros de Salvador e do interior do estado com o candidato a deputado estadual Luiz Carlos Suíca (PT), no comitê de campanha, no Rio Vermelho, na noite desta sexta-feira (5). O petista disse que aposta na força da juventude e cita a atuação de jovens para a renovação dos quadros políticos. “É preciso fortalecer todos os setores sociais para termos mais jovens envolvidos com política. Sabemos que a vida não é fácil para as pessoas negras e principalmente para os da periferia, mas posso ser um exemplo dessa ‘volta por cima’, pois eu consegui. Existe uma luta de classe e não podemos perder o foco. Temos de lutar por ensino público de qualidade, segurança, e que não sejamos mais vítimas do descaso”, aponto o candidato.

suíca

Suíca recebe jovens para uma roda de conversa no comitê de campanha no Rio Vermelho | FOTO: Ascom |

O evento em Salvador, que teve transmissão ao vivo pela Rádio 88, com sede no Nordeste de Amaralina, começou com a apresentação de poesia do grupo Agape da comunidade de Sussuarana e seguiu com o hip hop da Herança do Guetho da Federação, capoeira e boxe. Segundo Suíca, esse tipo de encontro dos jovens com representantes da política “se transforma em uma local onde se pode mudar a vida das pessoas, onde se fortalece o trabalho e discute estratégias”. A roda de conversa foi formada por jovens como Naiara, moradora de Nova Constituinte, e o rapper Mr. Armeng, que falou sobre o projeto que vem fazendo junto com Suíca em Salvador. A jovem, Mahylle, representando o grupo LGBT, afirmou que o candidato “já vem oportunizando ao jovem confiança e propostas para novas políticas”.

Em meio às perguntas, Adriel, jovem negro do município de Alagoinhas, questionou sobre a violência contra negros da periferia. “Ainda somos discriminados pela cor e pela roupa. Eu já fui agredido fisicamente não por outros jovens, mas por uma guarnição. O que ainda leva a esse alto índice?”. Suíca respondeu que as oportunidades aos jovens tem que ser maiores. “Quando Lula foi eleito, muitos de vocês ainda não entendiam o que era política, o que estávamos ganhando a partir dali. Com Lula enxergávamos mais oportunidades para os jovens negros empregados, mais escolas técnicas, oportunidades para inserir o pobre negro no mercado de trabalho. A comunidade tem que entender que nós precisamos mudar”, completa o petista citando a lei das cotas raciais como uma das políticas realizadas pelo governo Lula.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.