TETO-Brasil realiza primeira construção de casas em Salvador

Postado em set 17 2014 - 4:49pm por Jornal da Chapada
foto

Organização TETO-Brasil realiza primeira construção de casas emergenciais no Nordeste | FOTO: Meramente Ilustrativa |

Em ação pioneira na capital baiana, 50 jovens voluntários trabalharão ao lado de quatro famílias na comunidade Cidade de Plástico, no bairro de Periperi. O mês de setembro será marcante para a expansão da organização TETO-Brasil, que trabalha pela superação da extrema pobreza, ao realizar a primeira construção de casas emergenciais na comunidade Guerreira Zeferina, mais conhecida como Cidade de Plástico, em Salvador. Serão 50 jovens voluntários e quatro famílias trabalhando em conjunto, no final de semana dos dias 27 e 28, para a construção de quatro casas de emergência.

Localizada há oito anos no bairro de Periperi, entre a linha de trem (que liga a Cidade Baixa ao subúrbio ferroviário) e a Baia de Todos os Santos, a comunidade Guerreira Zeferina abriga cerca de 200 famílias, na beira da praia, e não faz parte dos cenários mais procurados por turistas em busca de lazer e das belas paisagens soteropolitanas. A poluição da região e a falta de pavimentação em todos os acessos à comunidade é o que mais chama a atenção.

“Esta construção será um grande marco da nossa chegada ao Nordeste. O trabalho já vem sendo desenvolvido há 3 meses”, conta Henrique Chan, Diretor Operativo do TETO na Bahia. Com o objetivo de entender melhor a realidade da comunidade, no mês de agosto os voluntários do TETO realizaram entrevistas com os moradores, também chamadas de enquetes socioeconômicas, para conhecer a fundo a situação em que as famílias vivem. O resultado dessas entrevistas é fundamental para definir quais delas participarão da construção e quais serão os próximos passos, sempre visando o desenvolvimento comunitário. Este é apenas o começo da intervenção do TETO e de seu modelo de trabalho que é de execução conjunta entre famílias da comunidade e voluntários, e permeará a longo prazo com diversas outras atividades.

Todas as casas de emergência são de madeira, pré-fabricadas com pontaletes roliços e placas de pinus sustentáveis, com tamanho padrão de 18 m² e erguidas em dois dias, com o objetivo principal de tirar as famílias da situação de grave vulnerabilidade social. “Será um final de semana inesquecível. Famílias e jovens voluntários trabalhando ombro a ombro, sem descanso. Um momento de troca de experiências entre duas realidades distintas”, afirma Henrique. “Um passo inicial gigante será dado em prol do desenvolvimento comunitário por meio deste trabalho em conjunto”.

Sobre o TETO
TETO é uma organização presente na América Latina e Caribe que busca superar a situação de pobreza em que vivem milhões de pessoas nas comunidades precárias, através da ação conjunta de seus moradores e jovens voluntários. Com a implementação de um modelo de intervenção focado no desenvolvimento comunitário, o TETO busca, através da construção de moradias de emergência; planos de educação, saúde, fomento produtivo; e trabalho em rede, construir uma sociedade justa e sem pobreza, onde todas as pessoas tenham a oportunidade de desenvolver suas capacidades e possam exercer plenamente seus direitos.

Hoje o TETO está presente em 19 países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala,Haiti, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai, Nicarágua, República Dominicana e Venezuela. Em 17 anos, e graças ao apoio de voluntários e parceiros, o TETO construiu mais de 100 mil moradias de emergência e mobilizou mais de 620 mil voluntários em todo o continente. No Brasil, já foram mobilizados 23 mil voluntários e construídas 1861 moradias de emergência. Mais informações em www.teto.org.br.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.