Frente oposicionista cobra investigação do MPF no desvio de verbas federais por petistas na Bahia

Postado em set 22 2014 - 9:06am por Jornal da Chapada
agripino

O líder nacional do DEM, Agripino Maia, está entre os oposicionistas que pedem investigação | FOTO: Reprodução |

Uma frente de partidos da oposição, reunindo líderes nacionais do PSDB, Bruno Araújo e Antonio Imbassahy, Democratas, José Agripino Maia, PPS, Rubem Bueno, e Solidariedade, Paulinho da Força, vão, nesta terça-feira (23), ao Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, requerer a participação do Ministério Público Federal, junto com o Ministério Público da Bahia, nas investigações sobre o desvio de recursos da ordem de R$ 6 milhões do Fundo de Combate à Pobreza para campanhas do PT e petistas na Bahia.

O crime ao patrimônio público foi denunciado à revista Veja desta semana por Dalva Sele, presidente do Instituto Brasil, ONG criada com o objetivo de financiar o caixa eleitoral do PT no estado. A entidade firmava convênios com prefeituras petistas para a construção de casas populares, que não eram construídas e, sem fiscalização, os recursos eram carreados para petistas graduados, como o candidato a governador, Rui Costa, o senador Walter Pinheiro, o deputado federal Nélson Pelegrino e o ex-ministro da presidente Dilma Rousseff, Afonso Florence.

Antes de protocolar a representação na Procuradoria-Geral da República, às nove e meia, nesta terça, haverá uma reunião no gabinete do senador José Agripino, presidente do Democratas, para a preparação do requerimento de instalação de CPI no Congresso Nacional com objetivo de investigar a malversação dos recursos federais na Bahia. “É uma prática contumaz que foi flagrada na Bahia, mas ocorre em todo o país. O Congresso não pode se omitir diante de mais este atentado à democracia e à república brasileira”, diz Agripino.

O líder do PSDB, deputado Antonio Imbassahy, informa que também estará na pauta do encontro a elaboração de representação ao Conselho de Ética da Câmara Federal para que seja investigada a quebra de decoro dos deputados Rui Costa, Nélson Pelegrino e Afonso Florence. A frente suprapartidária oposicionista já reúne também os deputados Mendonça Filho (DEM-PE), Luiz de Deus (DEM-BA), Cláudio Cajado (DEM-BA), Colbert Martins (PMDB-BA), Arthur Maia (SDD-Bahia), Jutahy Jr. (PSDB-BA) e Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).

Para o líder do Democratas na Câmara, Mendonça Filho, é preciso acionar todos os órgãos competentes para esclarecer de uma vez por todas mais esta grave denúncia que envolve representantes do alto escalão do PT na Bahia.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.