Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu Principal

Reforma administrativa do novo governo prevê redução de secretarias

cab
Com mudanças, Rui Costa prevê economia de R$ 200 milhões por ano | FOTO: Reprodução |

O governador eleito da Bahia, Rui Costa, anunciou na tarde desta segunda-feira (1º) a reforma administrativa que pretende implementar no estado a partir de janeiro de 2015. Entre as ações, destacam-se a redução do número de secretarias, que passam das atuais 27 para 24, e corte de 1.694 cargos no setor público – o que possibilitará economia de R$ 200 milhões por ano. O projeto com as mudanças já foi enviado à Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira, e o objetivo, segundo Costa, é que seja aprovado o quanto antes para que as alterações passem a valer a partir do primeiro mês do seu mandato.

Leia também:
Governo encaminha projeto de reforma administrativa à Assembleia Legislativa; confira as mudanças

“Todas as mudanças foram propostas no sentido de buscar melhorias para o nosso estado e para o nosso povo. Até porque o estado não existe para servir aos servidores, mas sim à população”, informou o governador durante coletiva de imprensa que detalhou as mudanças realizada na Governadoria, no Centro Administrativo.

O desenho do novo quadro administrativo prevê o enxugamento do estado, com a extinção de seis secretarias e a criação de outras três. Serão criadas as secretarias de Infraestrutura Hídrica e Saneamento Básico e a de Desenvolvimento Rural. As secretarias da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e a de Desenvolivimento Social e Combate a Pobreza darão lugar à Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social. A proposta, segundo o governo, é aproximar as políticas de direitos humanos da execução das ações de desenvolvimento social, voltadas à promoção da inclusão e cidadania. Do Portal G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios