CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Valmir defende recondução de Janot, mas afirma que a PGR deve ser imparcial

foto
Os deputados federais petistas Valmir Assunção (BA) e João Daniel durante sabatina de Janot, no Senado | FOTO: Divulgação |

Os deputados federais petistas Valmir Assunção (BA) e João Daniel (SE) defenderam, nesta quarta-feira (26), a recondução do procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot. Sabatinado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal por mais de 10 horas, nesta quarta, Janot foi reconduzido para seguir à frente da PGR. “Essa posição foi tomada pela defesa do republicanismo e pela independência do Ministério Público, que escolheu o seu representante”, afirma Assunção. De acordo com o parlamentar baiano, é preciso reafirmar a independência dos poderes.

“O PT, a presidenta Dilma e nós, sabemos que é fundamental que o Ministério Público tenha sua independência. Mas somos críticos à política do ‘pau que dá em Chico não dá em Francisco’, que está vigorando na PGR. Não dá para o ‘Mensalão do PSDB’ prescrever sem acontecer um julgamento, não dá pra delator citar propina a Aécio Neves e ficar por isso mesmo. Quando se trata do PT, informação vaza, vira um circo, quando são os tucanos a sujeira é varrida para debaixo do pano. Vale lembrar que na última recondução do chamado ‘engavetador geral da República’, Geraldo Brindeiro, ele não ficou nem entre os três primeiros. FHC indicou o sétimo da lista”, dispara Valmir. Janot foi reconduzido no Senado com 59 votos favoráveis, 12 contrários e uma abstenção.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios