AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Feriado prolongado terá tempo quente e seco em grande parte da Bahia

foto2
Nas regiões da Chapada Diamantina e sudoeste, onde há pouca possibilidade de ocorrer chuvas, mantém-se a previsão das menores temperaturas do estado, com mínimas que podem chegar aos 12°C | FOTO: Jornal da Chapada |

Não há previsão de mudanças significativas nas condições do tempo para os próximos dias, que inclui o feriado de 7 de setembro. A massa de ar seco continua ganhando força, o que deve manter o céu ensolarado e sem chuvas na maior parte do Nordeste brasileiro. As informações são do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), vinculado à Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema).

Na Bahia, esse sistema está influenciando com mais intensidade na faixa centro-oeste e norte do estado, onde, além de deixar o tempo seco, também está contribuindo para elevar as temperaturas, sobretudo nas regiões oeste, São Francisco e norte, onde as máximas podem chegar aos 37°C. Com a ausência de nuvens, as maiores temperaturas serão mais frequentes no período da tarde, enquanto que as menores (mínimas de até 15°C) serão durante a madrugada e nas primeiras horas da manhã.

Um dos reflexos dessa condição de tempo quente e seco, somado à vegetação já ressecada, é o aumento nos riscos de ocorrer queimadas nessas áreas do estado. Assim, mantém-se o alerta quanto à utilização do fogo nas atividades de campo, principalmente, na preparação do solo para o próximo plantio e/ou renovação de pastos para os animais. Uma simples ponta de cigarro ou uma faísca pode dar origem a uma grande queimada, o que pode provocar grandes prejuízos para a região.

Umidade
Outro reflexo da atuação da massa de ar são os baixos índices de umidade (em torno de 30%), o qual afeta diretamente a saúde, uma vez que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o ideal para o conforto humano seria de no mínimo 60%. Esse panorama pode se agravar com a fumaça e/ou fuligem, causada pelo aumento das queimadas. Desse modo, recomenda-se evitar a prática de atividade física no período das 10h às 18h, bem como se hidratar continuamente, ingerindo água, suco, etc.

Nas regiões do Recôncavo, nordeste e sul, essa massa de ar também continua atuando, porém com menor intensidade. No entanto, os ventos úmidos vindos do Oceano Atlântico ainda favorecem a ocorrência de chuvas fracas nessas regiões do estado, sendo mais frequentes nas localidades próximas ao litoral, a exemplo da cidade de Salvador e região metropolitana. As temperaturas se mantêm estáveis, com valores variando entre mínimas de 17°C e máximas de 33°C. Já nas regiões da Chapada Diamantina e sudoeste, onde há pouca possibilidade de ocorrer chuvas, mantém-se a previsão das menores temperaturas do estado, com mínimas que podem chegar aos 12°C.

Maré
Entre sexta (4) e segunda (7), a maré deve atingir a altura máxima entre 8h e 12h e entre 20h e 0h, com valores variando de 1,5 a 2,4 metros. Já as alturas mínimas devem ser registradas no período entre 2h e 6h e entre 14h e 18h, com valores variando de 0,4 a 1,1 metro. As ondas previstas para esse período devem ter agitação de fraca a moderada, com altura máxima podendo chegar a 2,0 metros.

Radiação
Uma das características do final do inverno e aproximação da primavera é a elevação nos Índices de Radiação Ultravioleta (IUVs). Tal mudança se deve, principalmente, à condição de céu com poucas nuvens, resultando na elevação desses índices, como os que estão previstos para o período de sexta (4) a segunda-feira (7), que devem variar de 09 a 11. Segundo a OMS, esses índices estão classificados nas categorias ‘Muito Alta’ e ‘Extrema’. Por isso é recomendado evitar exposição prolongada ao sol, usar protetor/filtro solar, chapéus, bonés, óculos escuros e roupa leve, principalmente das 10h às 16h.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios