CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

TRE julga procedente desfiliação do deputado Carlos Geilson do PTN

foto
Parlamentar afirmou que segunda-feira deverá anunciar novo partido | FOTO: Reprodução |

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) julgou, por unanimidade, procedente o pedido de desfiliação do deputado estadual Carlos Geilson do Partido Trabalhista Nacional (PTN). O julgamento teve anuência do Ministério Público Eleitoral. O parlamentar ingressou no partido em setembro de 2009 e foi eleito deputado estadual por duas vezes pela sigla. “Fui muito feliz nesse período de convivência. Agradeço a toda família PTN, a todos os funcionários e militantes”. O deputado pediu desfiliação da sigla após a mesma ingressar na base do governo Rui Costa, para seguir na oposição.

“Devo anunciar na próxima segunda-feira meu novo partido. E espero que nessa nova agremiação eu tenha sucesso e seja tão feliz quanto fui no Partido Trabalhista Nacional, conseguindo duas eleições e sempre com votação crescente”, afirmou.

Geilson descreveu que passa por um um misto de contentamento e tristeza nesse momento. “Alegria por ter conquistado a desfiliação do partido, para continuar lutando ao lado da oposição, liderada pelo prefeito ACM Neto. E, por outro lado, tristeza por está me despedindo de forma oficial desses companheiros do PTN, que sempre abriram os braços para me envolver, principalmente à família Bacelar e o meu querido amigo, hoje deputado federal, João Carlos Bacelar”.

O deputado Carlos Geilson afirmou que seguirá defendendo seus princípios, e que seus ideais não mudaram e, que prova disso é sua desfiliação do PTN. “O partido mudou e, eu fiquei. Essa mudança de agremiação faz parte de minha coerência. Não poderia continuar e seguir contrariando a minha história e a confiança dos meus eleitores, que me elegeram como deputado oposicionista”, finalizou.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios