CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo

Filmes baianos participam de mostras competitivas do XI Panorama Internacional Coisa de Cinema

foto5
O evento reúne produções da Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco, São Paulo e Paraná, todas em primeira exibição no estado | FOTO: Reprodução |

Quatorze filmes produzidos na Bahia estão nas mostras competitivas do XI Panorama Internacional Coisa de Cinema que acontece, desta quarta-feira (28) a 4 de novembro, em Salvador e Cachoeira, no Recôncavo Baiano. Os filmes ‘Tropykaos’, de Daniel Lisboa, e ‘Ana’, de Camila Camila, tiveram apoio do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), mecanismo de patrocínio cultural das secretarias estaduais de Cultura (Secult) e da Fazenda (Sefaz).

Longa-metragem
‘Tropykaos’ é um longa-metragem de ficção dirigido que conta a história de ‘Guima’ no verão mais quente dos últimos 50 anos. A cidade se prepara para um novo Carnaval. Em meio a esse cenário trópico caótico, ‘Guima’, que é um jovem poeta e acredita sofrer com uma estranha doença – a ‘ultraviolência solar’ -, inicia sua busca por um aparelho de ar-condicionado redentor.

O filme, que participa da Mostra Competitiva Nacional no festival, é a única produção baiana na categoria. O longa teve apoio do FCBA, no valor de R$ 798.520, através do edital Setorial de Audiovisual 2012.

Documentário
Premiado no último Festival de Documentários de Cachoeira (CachoeiraDoc), como melhor curta-metragem, ‘Ana’ apresenta depoimentos de cinco irmãs, criadas no interior da Bahia entre as décadas de 60 a 80, e fala como a mãe, professora e com psicose maníaco-depressiva, educou as filhas. O curta recebeu apoio do FCBA, no valor de R$ 43.695, via edital Setorial de Audiovisual 2014.

Debates
No XI Panorama Internacional Coisa de Cinema, os filmes vão ser exibidos em sessões seguidas por debates, entre os realizadores e o público, no Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha, em Salvador, e em Cachoeira, no Cine Theatro Cachoeirano, onde o festival acontece pela primeira vez.

O evento reúne produções da Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco, São Paulo e Paraná, todas em primeira exibição no estado. O festival também é financiado pelo Fundo de Cultura, através de edital executado pela Fundação Cultural do Estado (Funceb), através do projeto Eventos Calendarizados. Com informações da SecultBA.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios