CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Secretário diz que situação dos incêndios na Chapada Diamantina está bastante crítica

foto5
O secretário de Meio Ambiente, Eugênio Spengler, se reuniu com prefeitos da Chapada Diamantina para cobrar apoio no combate aos focos de incêndios | FOTO: Montagem do JC |

A situação dos incêndios florestais na Chapada Diamantina foi classificada pelo secretário estadual do Meio Ambiente (Sema), Eugênio Spengler, como “bastante crítico”. Essa informação foi passada por Spengler ao jornal Correio, em entrevista. O titular da Sema, viajou até a região na tarde do sábado (14) com o comandante do Corpo de Bombeiros, Francisco Telles, para acompanhar de perto a situação e se reunir com prefeitos das cidades atingidas na tentativa de discutir novas medidas de combate ao fogo. “A situação está bastante crítica. São muitos focos de incêndio. Levaremos alguns dias para conseguir controlar”, afirmou o secretário.

De acordo com o secretário, atualmente existem sete localidades sofrendo com a ação das chamas. A situação é mais preocupante na Área de Proteção Ambiental (APA) Marimbus-Iraquara, além do fogo localizado em Lençóis, no Campo São João, que fica dentro do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Também tem o incêndio do Morro Branco, que fica no Vale do Capão, e o do Povoado do Correia, no município de Mucugê. Em todos esses locais, as equipes de combate ainda não conseguiram controlar o fogo, que se alastra rapidamente beneficiado pelas condições climáticas da região.

Leia também:
Chapada: Chamas voltam a atingir Ibicoara e combate é intensificado na região do Lacrau
Rui Costa garante ida de aeronaves da Força Aérea Brasileira para combater incêndios na Chapada Diamantina
Fotos e vídeo: Confira imagens do grande incêndio que atinge o Parque Nacional da Chapada Diamantina

“O combate direto está sendo dificultado por causa do sol quente, da grande quantidade de matéria orgânica seca e do vento, que muda de direção a todo tempo”, afirmou o secretário, que se reuniu na tarde do sábado com prefeitos de cidades da Chapada para discutir novas medidas de combate. Durante o encontro, foi decidido que as áreas mais atingidas pelo incêndio vão receber aceiros, espécie de desbaste de uma faixa da vegetação para evitar propagação do fogo.

“Retiramos a vegetação para cortar a linha de fogo e isolá-lo. Isso impede que o fogo se propague e acabe com uma quantidade maior da vegetação”, contou Spengler, que afirmou que os aceiros começaram a ser construídos já no início da tarde deste sábado sob a supervisão do Corpo de Bombeiros. Ao todo, 68 pessoas, entre bombeiros, brigadistas e voluntários estão atuando no combate ao fogo nesses locais. Quatro aeronaves Air Trector e dois helicópteros estão sendo utilizadas pelas equipes na operação. Com informação do Correio 24h.

Leia também
Governo baiano vai acompanhar de perto a situação dos incêndios na Chapada Diamantina
Fogo deixa rastro de destruição na Chapada Diamantina; focos voltam em Ibicoara e Vale do Capão
Suspeito de atear fogo no Parque Nacional da Chapada Diamantina é detido pela polícia
Bombeiro desabafa sobre equipe enviada à Chapada Diamantina: “Não é suficiente”

Etiquetas
Mostrar mais

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Pular para a barra de ferramentas