Governo baiano recua e adia votação da PEC dos servidores

Postado em dez 9 2015 - 5:00pm por Jornal da Chapada
foto5

Manifestantes protestaram na frente da Assembleia Legislativa | FOTO: Reprodução |

A votação do projeto de lei 21631/15 e da Proposta de Emenda à Constituição 148/2015 previstos para serem apreciados nesta quarta-feira (9), foi adiada por conta das manifestações em frente à Assembleia Legislativa da Bahia. O pacote previa alterações nas leis trabalhistas para os servidores públicos estaduais. O governo voltou atrás e retirou a PEC da pauta do dia com o argumento de que precisava de mais tempo para analisar o projeto, que só deve ser votado no dia 7 de janeiro.

O líder da oposição, Sandro Régis (DEM), chegou a afirmar que se o projeto passasse seria melhor “entregar as chaves da Alba para o governador Rui Costa”, uma clara referência a falta de discussões na casa. O demista comemorou o adiamento como uma “vitória para todos”. Cinco projetos aprovados em regime de urgência na semana passada permanecem na pauta. Entre eles, o aumento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que vai ficar 1% mais caro.

Leiam também:
Servidores da Alba param as atividades nesta quarta; polícia é convocada para reprimir

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.