Marcelo Nilo e chefe da Assistência Militar remanejam servidor que participou de protesto

Postado em dez 14 2015 - 1:55pm por Jornal da Chapada
foto5

O militar deu entrada em um inquérito administrativo contra o funcionário público na Procuradoria da Alba | FOTO: Reprodução/PL |

Em meio à mobilização de 29 representações sindicais do funcionalismo público estadual contra o Projeto de Lei enviado pelo Executivo baiano à Assembleia Legislativa, que propõe a reforma do Estatuto do Servidor e a Constituição Estadual, na semana passada, um segurança concursado que integra os quadros da Casa de Leis foi remanejado para outro departamento por causa de sua participação nos atos de protesto.

A ordem para relocar o servidor Evandro de Carvalho Filho, de acordo com Flávio Abreu, presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo (Sindsalba), partiu do presidente da Casa, deputado estadual Marcelo Nilo, e foi cumprida “com maestria” pelo chefe da Assistência Militar da Alba, coronel Yuri Pierre Sampaio Lopes, o mesmo que, em 2013, foi alvo de uma representação no Ministério Público estadual, sob acusação de desvio de função.

O militar deu entrada em um inquérito administrativo contra o funcionário público na Procuradoria da Alba. Na sexta-feira (11), a transferência do servidor da Coordenação de Segurança para a Coordenação do Memorial do Legislativo, com data retroativa a 10 de dezembro de 2015, foi publicada Diário Oficial, no caderno Atos do RH. “Além de remanejar o servidor de forma arbitrária por causa da participação na manifestação, a transferência implica no corte da gratificação que ele recebe”, explica o presidente do Sindsalba. As informações são do site Política Livre.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.