Fogo na Chapada: DPE, DPU, Justiça e Promotoria Militar pedem apoio das forças armadas no combate a incêndios

Postado em dez 15 2015 - 1:27pm por Jornal da Chapada
foto5

Incêndios atingem áreas dentro e fora do Parque Nacional da Chapada Diamantina | FOTO: Dmitri de Igatu |

Depois de a Justiça conceder liminar para garantir o fornecimento de material e pessoal no combate aos incêndios que atingem a Chapada Diamantina há 40 dias, o apoio das forças armadas também foi solicitado para ajudar a debelar o fogo. Um ofício assinado pelos defensores públicos Gil Braga (DPE), Átila Dias e Fábio Amorim (DPU), pelos promotores militares Adriano Alves e Selma Santana, e pela juíza militar Sheila Costa Bastos Dias foi entregue na segunda-feira (14), aos chefes do Exército, Marinha e Aeronáutica na Bahia. O documento solicita, entre outros pontos, a disponibilização de kits de equipamentos de proteção individual específicos para combate a incêndio, veículos e combustível para o deslocamento das equipes, rádios e militares, entre outros itens. O apoio foi pedido em caráter emergencial e deverá ser analisado o mais rápido possível.

foto5

Reunião para formalizar documento aconteceu na segunda, na sede da auditoria da Justiça Militar Federal | FOTO: Reprodução/Vanda Amorim |

Leia também:
Chapada: Chamas retornam em Ibicoara e brigadistas reclamam de negligência no monitoramento

Combate ao fogo na Chapada Diamantina terá o reforço de 47 brigadistas da Defesa Civil Nacional

Municípios da Chapada Diamantina decretam situação de emergência por causa da estiagem; confira aqui

Governo anuncia o envio de mais dois helicópteros para combater incêndios na Chapada Diamantina

“O pedido feito pela DPE, DPU, Justiça e Promotoria Militar é uma tentativa de acelerar a participação das forças armadas no combate ao incêndio que atinge a Chapada Diamantina, já que eles possuem tecnologia e conhecimentos importantes nesse processo”, pontuou o subcoordenador da Especializada Cível e Fazenda Pública, Gil Braga. Ainda de acordo com o defensor, a ideia é criar um grupo de trabalho com a participação de diferentes órgãos para fazer o monitoramento permanente da Chapada Diamantina.

No último domingo (13), em resposta a uma Ação Civil Pública impetrada pelas Defensorias do Estado e da União, o juiz federal plantonista Leonardo Toucchetto Pauperio determinou a disponibilização de cinco veículos para deslocamento de tropas; 400 kits de combate a incêndio com materiais de proteção individual; apoio aéreo de pelo menos quatro helicópteros; 30 brigadistas; além da manutenção das medidas até o fim da operação de rescaldo.

A situação, no entanto, é alarmante, já que focos de incêndio começaram a se aproximar da Rua dos Gatos, que dá acesso à principal avenida da cidade de Palmeiras, distrito onde está localizado o Vale do Capão. Nos último dias, a velocidade do fogo que era de 5 km por dia passou para 1km por hora, dificultando ao extremo o combate às chamas. As informações são da Defensoria Pública da Bahia.

Leia também:
Fogo na Chapada: Brigadistas de Lençóis recebem mais ajuda voluntária e reclamam da falta de apoio do município
Fogo na Chapada: Incêndio em Jacobina se alastra e dizima fauna e flora; confira imagens
Justiça Federal acolhe ação das Defensorias da União e do Estado para combate a incêndios na Chapada
Ibicoara: Parque onde fica a cachoeira do Buracão será reaberto nesta segunda; entenda o fechamento

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

7 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.