Manchas somem do mar em Abrolhos; pesquisadores seguem com estudos

Postado em jan 13 2016 - 3:57pm por Jornal da Chapada
fioti5

Os pesquisadores ainda investigam sedimentos da lama da barragem da Samarco | FOTO: Manu Dias/Secom |

O sobrevoo de especialistas na última terça-feira (12) confirmou que a mancha que foi vista no mar na região do arquipélago de Abrolhos no último fim de semana desapareceu. As manchas esbranquiçadas não são comuns na região, por conta disso, se supôs que pudessem ser resquícios dos resíduos da barragem da Samarco que se rompeu em Mariana, Minas Gerais.

Os pesquisadores ainda investigam se sedimentos da lama da barragem da Samarco, que se rompeu há dois meses em Minas Gerais, chegaram ao mar da Bahia. “Visualmente não dá para perceber absolutamente nada entorno de Abrolhos. Pode observar que há uma transparência total da água e que é possível ver o fundo do mar” disse o engenheiro oceânico, Eduardo Topázio ao Portal G1.

Cláudio Moretti presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que administra o parque, também sobrevoou a área na última terça e disse não encontrar manchas, mas segundo ele, ainda assim a Mineradora Samarco foi obrigada a coletar e analisar amostras da água da região de Abrolhos. Apesar da situação, os especialistas continuam a investigação do caso.

“Uma vez comprovada a presença e os danos, provavelmente o ICMBio fará autuações e incluiremos essa área na ação judicial pedindo a recuperação da bacia do Rio Doce”, explicou Moretti. Na tarde desta terça-feira, o ICMBio se reuniu com pescadores de Caravelas que estão preocupados com a possibilidade de um dano ambiental na região.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.