Bahia: Escolas estaduais intensificam ações de prevenção e combate ao bullying

Postado em fev 17 2016 - 8:13am por Jornal da Chapada
foto6

Estudantes participam de atividades que visam prevenir e combater o bullying | FOTO: Climatologia Geográfica |

A prevenção e o combate ao bullying começaram a ser abordados nas escolas da rede estadual já na primeira semana de aulas do ano letivo 2016, com a motivação a mais a partir da sanção da Lei Federal nº 13.185. Em sala de aula, professores e estudantes participam de atividades que visam prevenir e combater o bullying dentro e fora das escolas, estimulando atitudes cidadãs de respeito às diferenças e cuidado com o outro.

Um exemplo desta prática ocorre no Colégio Estadual Ernesto Carneiro Ribeiro, no município de Feira de Santana, no centro norte da Bahia. Segundo a vice-diretora da unidade, Marta Azevedo, a temática já vem sendo trabalhada desde 2007 na escola e tem resultados positivos, ganhando maior alcance com a aprovação da Lei Federal.

“Houve muitas mudanças aqui na nossa escola, desde que iniciamos o projeto ‘Resgatando Valores’. Temos um ambiente escolar mais respeitoso, estudantes mudaram o comportamento com o colega, melhoraram a autoestima e os apelidos pejorativos não são mais usados”, avalia a gestora, idealizadora do projeto. Marta Azevedo explica que, além de debates em sala de aula e cartazes espalhados pela escola, foi distribuída uma cartilha com o objetivo de informar sobre o que é bullying e as suas consequências, mostrando que “agressão ao colega não é diversão”.

Campanhas educativas
A indicação do Programa Combate à Intimidação Sistemática, instituído pela Lei Federal, é que sejam realizadas campanhas educativas, orientação e assistência psicológica, social e jurídica às vítimas e aos agressores. Segundo a coordenadora de Planejamento e Intervenção Pedagógica da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Sílvia Fonseca, neste ano, os colégios estaduais vão incrementar as campanhas de educação, conscientização e informação e instituir práticas de conduta e orientação de pais, familiares e responsáveis diante da identificação de vítimas e agressores.

“Iniciamos, em 2015, um projeto de intervenção na prevenção e combate ao bullying, em algumas escolas da rede estadual e, este ano, vamos ampliá-lo para toda a rede. O interessante é que, agora, seremos subsidiados legalmente no trabalho de esclarecer, prevenir e combater o bullying nas nossas unidades”, afirma a coordenadora.

Entre as ações orientadas pela Secretaria da Educação, a gestora destaca o acolhimento dos estudantes na aula inaugural do reinício do ano letivo, focando a questão das diversidades para se criar um ambiente harmônico em que as diferenças sejam trabalhadas com respeito mútuo. Outra ação importante é a formação dos líderes estudantis para que eles possam fazer um plano de ações preventivas relacionadas ao bullying.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.