Festival de Cinema Baiano será realizado em três cidades da Bahia

Postado em fev 22 2016 - 5:00pm por Jornal da Chapada
foto5

Com apoio do Fundo de Cultura, a sexta edição do FECIBA terá como sede as cidades de Juazeiro, Feira de Santana e Itabuna. A itinerância visa a ampliação do acesso às produções baianas | FOTO: Acervo FECIBA |

O Festival de Cinema Baiano (FECIBA) chega remodelado em 2016. Sua sexta edição será itinerante, com escalas em três cidades do interior do estado: a primeira etapa será em Juazeiro, de 08 a 10 de abril, no Centro de Cultura João Gilberto; a segunda maior cidade da Bahia, Feira de Santana, recebe o festival de 13 a 15 de maio, no Centro de Cultura Amélio Amorim; o encerramento acontece de 09 a 11 de junho, em Itabuna, no Centro de Cultura Adonias Filho. O projeto tem apoio financeiro do Fundo de Cultura da Bahia, mecanismo de fomento à cultura gerido pelas secretarias de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e da Fazenda (Sefaz), através do edital Agitação Cultural: Dinamização de Espaços Culturais.

Fazendo referência à frase icônica do poeta baiano Waly Salomão, o tema desta edição é “A linha da fronteira se rompeu”. Para produtor executivo do festival, Edson Bastos, esse mote visa debater a realidade social em que estamos vivendo hoje. “Queremos propor nessa sexta edição, reflexões sobre o rompimento de fronteiras, sobretudo as fronteiras que limitam o nosso pensamento. E encontramos na poesia Câmera de Ecos, escrito por Waly, a frase ideal para representar as discussões que queremos propor“, comentou.

O tema reforça ainda o objetivo de levar as produções baianas a um público maior. Para a coordenadora geral do festival, Cristiane Santana, “o formato do FECIBA para este ano atende a própria vocação do projeto que é promover e premiar o cinema baiano e colocá-lo em constante contato com o público. Com o apoio do edital, que prevê a dinamização de espaços culturais públicos e privados na Bahia, conseguimos realizar o nosso sonho de levar o FECIBA para mais cidades”.

O Festival é uma realização do NúProArt – Núcleo de Produções Artísticas e da Voo Audiovisual. Questões como territorialidade, liberdade de expressão, produção em diversas plataformas e regionalização serão somadas às discussões que ao longo das últimas cinco edições tem sido prioridades do FECIBA: fomentar o debate em torno do cinema e da produção audiovisual no estado, promover encontro entre os realizadores e o público e deslocar o debate a respeito do cinema e do audiovisual baiano para o interior.

Como já de costume, cada uma das três cidades receberá sete mostras de filmes: Mostra Competitiva de Curtas, a Mostra Atualidades, a Mostra Retrospectiva, a Mostra Infanto-juvenil, a Mostra Bahia Afora, a Mostra Bahia Adentro e a Mostra Sexualidades. A programação contará ainda com oficinas de formação para o audiovisual, workshops, premiação e bate-papos presenciais e on-line.

Mostra competitiva de curtas
Um total de 107 curtas de ficção, documentário, experimental ou animação foram inscritos na Mostra Competitiva de Curtas desta sexta edição, vindos de diversas regiões do estado, a exemplos das cidades de Vitória da Conquista, Ilhéus, São Félix, Cachoeira, Itabuna, Feira de Santana, Juazeiro, Mutuípe, Serra Preta, Salvador, Itaparica, Conceição do Jacuípe, Cruz das Almas, Euclides da Cunha, Ibotirama, Jacobina, Lauro de Freitas, Luís Eduardo Magalhães, Serrinha, Valença e Arraial d’Ajuda. A lista dos curtas selecionados será divulgada em breve. Em 2016 a Mostra Competitiva de Curtas premiará o filme vencedor por voto popular, com o troféu FECIBA e com o valor de R$ 3 mil. Já o Melhor filme pelo júri técnico levará além do troféu, o valor de R$ 2 mil. Acesse o site oficial do FECIBA: www.feciba.com.br

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado.

Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.