Ministro da Justiça pede exoneração do cargo de procurador-geral adjunto

Postado em mar 7 2016 - 11:43am por Jornal da Chapada
foto6

Wellington César Lima e Silva assumiu o Ministério da Justiça | FOTO: Agência Brasil |

O novo ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva, pediu exoneração do cargo de procurador-geral adjunto da Bahia. Ele continua na carreira, mas pediu exoneração do cargo que ocupava para tentar facilitar a defesa que o governo fará de sua nomeação. Nesta semana, o Supremo Tribunal Federal (STF) julga ação que afirma que Wellington César não poderia assumir o cargo de ministro antes de se desligar da carreira de procurador, exigência prevista em lei.

Ele foi nomeado pela presidente Dilma Rousseff na última quinta-feira (3), mas a Justiça Federal no Distrito Federal suspendeu o ato no dia seguinte. O DEM protocolou uma ação contra a nomeação argumentando que ele não poderia ocupar um cargo público sendo membro do MP. As informações são do site Política Livre.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.