Machismo ainda vigora no país e é um dos motivos de violência contra mulher, diz Valmir

Postado em mar 8 2016 - 8:00pm por Jornal da Chapada
foto6

O deputado federal baiano Valmir Assunção | FOTO: Mayrá Lima |

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), nesta terça-feira (8), Dia Internacional da Mulher, pediu mais ações para conter a violência contra a mulher – um dos temas centrais do movimento feminista. “Os dados divulgados pelo Mapa da Violência em 2015 apontam que as agressões e mortes de mulheres cresceram. Essas informações contabilizam números de 1980 até 2013. O machismo é ainda muito forte no Brasil e compromete a liberdade da mulher, maior parte delas são vítimas de seus próprios companheiros. Mas o número de denúncias também cresceu e isso é positivo para o movimento, quer dizer que as mulheres passaram a romper o medo e vão em busca de seus direitos”, salienta Assunção.

Segundo o Mapa da Violência de 2015, o número de vítimas passou de 1.353 mulheres em 1980, para 4.762 em 2013, um aumento de 252%. Já os dados sobre denúncias, divulgados nesta terça-feira (8) pela Secretaria de Políticas para as Mulheres do Ministério da Cidadania, apontam que, desde que foi criada a Central de Atendimento à Mulher (Disk 180), no ano de 2005, foram registrados mais de 4,5 milhões de atendimentos. No primeiro semestre de 2015, a Central nacional realizou 364.627 atendimentos, uma média de 2.025 atendimentos por dia. Destes, 32.248 foram relatos de violências físicas e psicológicas sofridas por mulheres.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.