Bahia: Edital credencia empresas para prestação de serviços a produtores rurais no norte do estado

Publicidade
Postado em mar 30 2016 - 1:07pm por Jornal da Chapada
foto68

Os interessados têm de 28 de março a 11 de abril para efetuar as inscrições no site do Sebrae Bahia | FOTO: Reprodução |

O Projeto Bioma Caatinga – Ciclo II abriu edital para credenciamento de empresas para a prestação de serviços de Agentes de Desenvolvimento Rural Sustentável, com capacidade técnica e experiência. A intenção é fortalecer a base produtiva e gerencial da criação de caprinos e ovinos do Território de Identidade Sertão do São Francisco. Ao todo o edital trará 34 vagas de nível médio para atuação na área rural, seis de nível médio para área urbana, uma para agente de comunicação e duas para supervisores técnicos.

Os agentes devem atender diretamente a 1.054 produtores da agricultura familiar do segmento de caprinovinocultura e a 186 micros e pequenas empresas de outros elos integradores da cadeia produtiva. A atuação acontece durante o período de um ano, e presta assistência técnica, gerencial e ambiental aos produtores dos municípios de Juazeiro, Curaçá, Uauá, Casa Nova e Remanso que, juntos, concentram 80% de todo rebanho de ovinos e caprinos do Território Sertão do São Francisco.

Os interessados têm de 28 de março a 11 de abril para efetuar as inscrições no site do Sebrae Bahia, na página de Editais, onde está disponível o Edital Bioma Caatinga. O envio da documentação exigida em edital deve ser feita via postal para o endereço Rua Horácio César, 64, Largo dos Aflitos, Salvador, Bahia, CEP 40.060.350, endereçado ao Processo de Credenciamento Sebrae/BA. Para participar, é preciso possuir um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) para validar a inscrição, além de ter em seus quadros profissionais indicados para atender a critérios específicos, conforme edital.

Antes de ir a campo, os selecionados irão participar do programa de capacitação promovido pelo Sebrae em parceria com o Banco do Brasil e Fundação Banco do Brasil, com duração de 80 horas, dividido em três módulos, sendo um de formação geral de Agentes de Desenvolvimento, outro de formação específica para a atividade de caprinovinocultura e o último com conteúdo de gestão.

O coordenador da ação no Sebrae Juazeiro, Carlos Robério Araújo, explica que a essência do projeto é a orientação técnica e o gerenciamento para impulsionar ainda mais o desenvolvimento local. “Os profissionais contratados vão acompanhar a rotina do produtor rural, conhecer suas necessidades e, além das orientações técnicas, irão trabalhar e dar uma dinâmica à construção de um importante elo entre os negócios que envolvem as atividades da caprinocultura e ovinocultura e que podem ajudar a melhorar as condições de vida no campo”, esclarece.

“A expectativa é positiva, pois sabemos do dinamismo da região e da importância do Projeto Bioma Caatinga, atendendo a produtores e empresas dos elos de insumo, produção, beneficiamento e comercialização da região, que tem significativa relevância no rebanho e produção pecuária de ovinos e caprinos”, ressalta a colaboradora da Coordenação de Agronegócios (CAGR) do Sebrae Bahia, Adriana Moura. Com informações da Agência Sebrae.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.