AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Chapada: Foco de incêndio atinge vegetação em Andaraí; brigadista cobra ação do governo

foto67
As chamas foram apagadas pela forte neblina que caiu na região na madrugada desde domingo | FOTO: Divulgação/Cifa |

A triste realidade de incêndio florestal da Chapada Diamantina voltou a pairar com o fogo que atingiu vegetação do município de Andaraí, na região da Garapa, neste sábado (9). De acordo com informações do presidente da Brigada Combatentes de Incêndios Florestais de Andaraí (Cifa), Homero Vieira, as chamas foram extintas “graças a uma neblina que caiu na madrugada deste domingo [10], mas chegaram a assustar todos que atuam no combate aos incêndios na região”.

Em contato com o Jornal da Chapada neste domingo, Vieira voltou a criticar a inércia dos órgãos públicos com a situação dos incêndios florestais na Chapada Diamantina. “Lamentável que até o momento nem o governo estadual ou federal tenham ao menos tentado estabelecer um plano de prevenção. Infelizmente no Brasil, o voluntariado de incêndios florestais são tratados como um empecilho para que se gastem milhões. Em todo o mundo o voluntário é respeitado. No Brasil, sobretudo na Bahia, é tratado com desprezo”, pontua o presidente da Cifa.

De acordo com Homero, se as brigadas fossem instrumentalizadas satisfatoriamente, os grandes incêndios não ocorreriam, “pois elas atuariam de pronto evitando que o sinistro tomasse força. Todos estão carecas de saber disso. Mas o que interessa é o monopólio do poder, estabelecendo a indústria do fogo. O primeiro passo para resolver o problema dos incêndios é acabar com o Bahia Sem Fogo, que tem aos longos destes anos dificultado os combates e prevenção. Entregar de vez a quem tem competência para os combates que é a Defesa Civil”.

homero
O presidente da Cifa, Homero Vieira | FOTO: Divulgação |

Ainda segundo o brigadista, “é preciso de uma coordenadoria própria responsável por tragédias naturais, porque o ‘Bahia Sem Fogo’ promove apenas uma estrutura de cabides de emprego para políticos”. “É uma vergonha que o nosso Estado ignore o artigo 125 da Constituição Federal, fazendo do meio ambiente um pacote de interesses pessoais. Não somos idiotas e temos memória, lembramos de todas as promessas não cumpridas e de toda a devastação que a Chapada tem sofrido com o ‘Bahia Sem Fogo’”.

Plano de Prevenção
O governo baiano anunciou em março a elaboração do Plano de Prevenção e Combate a Incêndios na Chapada Diamantina. Uma espécie de conjunto de medidas para evitar as queimadas na região. Conforme divulgação da Secretaria de Comunicação, “até abril, os prefeitos serão chamados para compartilhar as propostas e uma delas é justamente de capacitar servidores municipais, como os guardas municipais, no caso das cidades que têm”.

A ideia de se ter pessoas preparadas para o primeiro combate é também uma preocupação do governador Rui Costa. Em texto enviado ao Jornal da Chapada, no dia 2 de março o gestor diz que: “Se cada cidade tiver um grupo de servidores treinados, se cada comunidade tiver voluntários preparados para o combate a incêndios florestais, nas primeiras faíscas na mata o fogo é identificado e debelado, evitando tragédias como aquela [ocorrida no segundo semestre de 2015]”.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios