#CasoGeddel: Ministro do STF diz que o Brasil tem problemas maiores que um flat na Bahia

Postado em nov 25 2016 - 5:12pm por Jornal da Chapada
gilmar

Gilmar Mendes criticou ainda o fato do ex-ministro Calero ter gravado uma conversa com o presidente Michel Temer | FOTO: Reprodução/EBC |

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes minimizou as acusações envolvendo o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima. Em declaração nesta sexta-feira (25), Gilmar disse que as afirmações do ex-ministro da Cultura Marcelo Calero “estão sendo magnificadas”. O representante do Supremo disse ainda que a informação de que Calero teria gravado uma conversa com o presidente Michel Temer, onde ele pede que o ministro interceda no caso, se for verdade “é um fato que vai para o Guinness (livro de recordes)”.

“As coisas acho que a meu ver estão sendo magnificadas. Na verdade há uma grande confusão. Hoje lendo em diversos jornais eu vejo algo assim inusitado, a história de que o ministro teria gravado o presidente da República. De fato se isso ocorreu é um fato que vai para o Guinness, alguma coisa realmente inusitada e claro absolutamente despropositada. Um profissional, do ministério, do Itamaraty, tenha este tipo de conduta suscita realmente bastante preocupação”, completou.

Gilmar ainda minimizou o fato ao falar que o país tem questões maiores para lidar do que caso La Vue. “Mas eu acredito que este episódio será tratado pelos meios adequados e terá o devido encaminhamento. Nós temos crises maiores e temos desafios maiores do que um episódio relativo a um flat longínquo numa praia aí da Bahia”, adicionou Mendes. Questionado sobre se não ficou evidente no contexto tráfico de influência, o ministro do Supremo afirmou: “Isso terá que ser examinado oportunamente quando houver denúncia, se houver denúncia, se tivermos que julgar”. Matéria extraída do Bocão News.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.