#Mundo: Vídeo com confissão de estupro em filme é recuperado; veja aqui

Postado em dez 5 2016 - 12:24pm por Jornal da Chapada
tango

A verdade sobre a cena famosa foi desvendada por site norte-americano | FOTO: Reprodução |

Em uma entrevista ao programa holandês College Tour, o cineasta Bernardo Bertolucci admitiu que o impacto da cena “da manteiga”, como é conhecida a cena de estupro a personagem da atriz Maria Schneider no longa O Último Tango em Paris, deveu-se ao fato de Maria haver sido pega de surpresa. A gravação se perdeu, Bertolucci, cada vez mais isolado nunca mais voltou ao assunto. A verdade sobre a cena famosa foi desvendada na semana passada pelo site norte-americano da revista Elle, pois essa gravação foi recuperada.

Até sua morte, em fevereiro de 2011, aos 58 anos, Schneider sempre proclamou que foi abusada pelo diretor e pelo astro Marlon Brando no filme. Maria tinha 19 anos e nenhuma experiência de cinema. Seus protestos nunca foram muito levados a sério porque era a palavra dela contra a de grandes artistas como Bertolucci e Brando.

Bertolucci conta que Brando e ele tiveram a ideia na manhã em que a cena foi filmada. Imaginaram que o personagem de Brando usaria a manteiga como lubrificante anal, mas mantiveram o segredo entre eles, contando com a reação ‘espontânea’ da atriz. No programa, Bertolucci conta que se sentiu muito mal por não haver instruído Maria, mas reconhece que, para o filme, foi melhor.

Ele queria filmar sua reação como mulher, não como atriz. Jeanne, a personagem, é violentada por Brando, e foi isso que ocorreu na realidade. “Queria que ela reagisse humilhada. Maria era muito jovem para interpretar a cena como a víamos. Acho que ela sempre nos odiou, a Brando e a mim, pelo que fizemos”, admitiu Bertolucci, e é verdade. As informações são do Estadão e Agência Ansa.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.