Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Suíca diz que aprovação do ‘PL da terceirização’ amplia problemas da categoria no país

foto
Suíca aponta que será criada uma legião de advogados, médicos, professores, jornalistas e engenheiros terceirizados | FOTO: Divulgação/Ascom |

O vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT) criticou, nesta quinta-feira (23), a aprovação do Projeto de Lei que prevê a contratação terceirizada sem restrições, inclusive na administração pública. A peça foi aprovada, na noite da quarta (22) na Câmara Federal, recebendo 231 votos a favor, 188 contra e 8 abstenções. “Nesse projeto, todas as empresas poderão terceirizar a chamada atividade-fim, aquela para a qual a empresa foi criada. Isso vai gerar uma enorme perda de direitos trabalhistas, valorizando o patrão e tirando do trabalhador. Ao invés de tentarmos solucionar os entraves dos terceirizados atualmente, o governo federal ajuda a ampliar estes problemas para todas as categorias”, aponta Suíca.

A medida aprovada na Câmara dos Deputados modifica a atual legislação, que veda a terceirização da atividade-fim, e que previa que a prática seja adotada em serviços que se enquadrarem como atividade-meio. Ou seja, aquelas funções que não estão diretamente ligadas ao objetivo principal da empresa. “Acompanho de perto a labuta dos terceirizados, ficam meses sem receber, para as empresas continuarem lucrando em cima do suor deles. Isso vai criar um caos na terceirização. O povo precisa reagir e ir para as ruas, só assim conseguiremos frear essas sandices deste governo ilegítimo de Michel Temer”, garante o edil petista.

Suíca ainda aponta que será criada uma legião de advogados, médicos, professores, jornalistas e engenheiros terceirizados. “Todos os profissionais perdem, agora tudo será terceirizado, com todos direitos trabalhistas reduzidos. Deveriam perguntar a um vigilante, para o pessoal de serviços gerais como é o processo de pagamento de salários, se eles estão estáveis financeiramente. Esta medida só vai ampliar os problemas referentes à categoria. É uma vergonha o que o país está fazendo com os trabalhadores brasileiros, sobretudo a mulher e os produtores do campo”, finaliza.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios