Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Mais 500 jovens ingressam no mercado de trabalho por meio do Primeiro Emprego

secom
O governador Rui Costa durante evento do Programa Primeiro Emprego | FOTO: Manu Dias/GOV/BA |

Nos próximos dois anos, 500 jovens baianos terão a primeira experiência no mercado de trabalho. Eles foram convocados pelo Programa Primeiro Emprego, do Governo do Estado, que oferece vagas para estudantes oriundos de cursos técnicos da rede estadual, e irão trabalhar em órgãos públicos, 300 deles em Salvador e 200 no interior da Bahia. Chance de mostrarem tudo que aprenderam durante a Educação Profissional e de se prepararem para o futuro. Futuro que já começou nesta terça-feira (28), em evento realizado no Hotel Devile, em Itapuã, na capital baiana, onde os convocados foram recepcionados pelo governador Rui Costa.

Para o governador, o programa não oferece apenas oportunidade para aqueles que já concluíram seus cursos, mas um estímulo para os que estão na Educação Profissional. “Procuramos estimular o aumento do desempenho dos jovens nas escolas técnicas, já que a seleção depende do desempenho dos estudantes durante os três anos de curso, através de um ranking. Com isso, queremos dizer aos estudantes que só depende deles Esse é um programa social. O jovem terá todos os direitos garantidos, porque esbarramos na dificuldade de conseguir um emprego sem ter experiência, mas não tem ninguém oferecendo essa oportunidade. Agora é diferente. Estamos oferecendo esse primeiro passo”, explicou Rui.

Primeiro passo e mudança de vida para estudantes como a técnica em informática, Beatriz Stephanie Martins, 19 anos. Filha de mãe doceira e de pai segurança, ela afirmou que é o orgulho da família, que comemorou muito a primeira contratação. “Desde quando eu comecei o curso técnico, eles se preocupavam em como eu iria ingressar no mercado de trabalho, mas apostaram na minha educação e me incentivaram o tempo todo. A notícia de que eu tinha sido convocada e que começaria a trabalhar foi muito comemorada em casa. Eles ficaram muito felizes e eu também. Estou muito confiante que, mesmo depois desses dois anos, vai ser muito mais fácil conseguir um trabalho depois de ter acumulado experiência”.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios