CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Chapada: Prefeitura de Itaetê atua para sanar problemas decorrentes das fortes chuvas

foto
São realizadas desobstruções de esgotos, limpeza nas ruas e avenidas, retirada de árvores e galhos caídos, além de remoção de cerca de 50 toneladas de lama | FOTO: Montagem do JC/Ascom |

Apesar da população da Chapada Diamantina ter clamado muito pelas chuvas, já que a estiagem até então estava rigorosa, a água que caiu no município de Itaetê nos últimos dias, segundo a prefeitura municipal, cerca de 125 mm, ocasionou prejuízos e estragos. Por conta disso, a Secretaria de Obras e Planejamento da administração ‘Acredite, Participe, Faça Parte Dessa Mudança’, do prefeito Valdes Brito (PT), tomou medidas emergenciais.

Estão acontecendo desobstruções de esgotos, limpeza nas ruas e avenidas, retirada de árvores e galhos caídos, além de remoção de cerca de 50 toneladas de lama que haviam invadido a Avenida Dr. Inocêncio Monteiro de Souza e a Rua Marcolino Pina, popularmente conhecidas como ‘Rua da Baixinha’ e ‘Rua da Rodagem’, respectivamente.

A secretária de Obras e Planejamento, Gevane Barberino, afirma que, por conta da chuva não ter parado totalmente, as “providências maiores ainda não podem ser realizadas, o que prejudica o trabalho contingente e necessário da equipe”. Segundo Barberino, em breve a secretária Edilene Mendes, da Assistência Social, deverá, junto com a comissão da Defesa Civil, captar recursos junto ao Ministério da Integração Nacional, para amenizar e sanar os prejuízos causados pela chuva.

Veja fotos da situação em Itaetê

Este slideshow necessita de JavaScript.

Doenças pós-chuvas
A vigilância epidemiológica da cidade está realizando atividades nas Unidades Básicas de Saúde, para fortalecer o combate ao mosquito Aedes Aegypit, que transmite a dengue, a zika e a chikunguya, e gosta de se reproduzir em focos de acúmulo de água.

A população é alertada para os cuidados, como não deixar água parada em pneus, vasos e outros objetos, tampar reservatórios de água, entre outros. A ideia é não deixar o mosquito se reproduzir na água da chuva para evitar as doenças. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios